Home Agronegócio Soja atinge mínima de 2 meses em Chicago

Soja atinge mínima de 2 meses em Chicago

De acordo com o Commodity Weather Group, são esperadas chuvas no período de 6 a 15 dias na região central dos EUA

por Reuters
3 min leitura

Os contratos futuros do milho negociados na bolsa de Chicago caíram nesta quinta-feira, enquanto a soja fechou em seu nível mais baixo em dois meses, já que as previsões de chuvas fortes aliviaram as preocupações com a onda de calor na região central dos EUA, que estressa as plantações.

A soja fechou em queda de 18,75 centavos, a 11,5525 por bushel, o valor mais baixo desde 19 de abril, enquanto o milho caiu 10,25 centavos, a 4,3975 dólares.

O calor é “mais um problema para as pessoas no momento do que para as plantações”, disse Karl Setzer, sócio da Consus Ag Marketing. “Quando o milho está na altura do joelho, é muito difícil se estressar.”

De acordo com o Commodity Weather Group, são esperadas chuvas no período de 6 a 15 dias na região central dos EUA, com as precipitações mais intensas no noroeste do Meio-Oeste nas próximas duas semanas e chuviscos no sul e no leste no período de 11 a 15 dias.

A previsão de precipitação para as áreas de cultivo de milho e soja, na verdade, cria condições ideais de cultivo, disse Setzer, enquanto seriam necessárias semanas de calor prolongado para que houvesse um impacto negativo.

No trigo, as previsões de chuvas na Rússia e as estimativas de safra revisadas para cima também pressionaram os preços, com a consultoria IKAR dizendo na quarta-feira que havia elevado suas previsões para a safra de trigo do país de 81,5 milhões de toneladas para 82 milhões de toneladas métricas.

O trigo perdeu 9,25 centavos, a 5,7275 dólares o bushel, também uma mínima de dois meses.

As geadas e o clima seco na Rússia, o maior exportador de trigo do mundo, levaram a severos rebaixamentos de safra que elevaram os preços globais, mas as chuvas deste mês aliviaram as preocupações.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.