Home Empresas Vale faz proposta de R$ 140 bi para reparação de Mariana

Vale faz proposta de R$ 140 bi para reparação de Mariana

A informação sobre a nova proposta foi divulgada mais cedo pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo

por Reuters
3 min leitura

A Vale (VALE3) confirmou nesta quarta-feira que apresentou junto com as mineradoras BHP e Samarco uma proposta de 140 bilhões de reais para acordo de reparação pelo rompimento da barragem de Mariana (MG), ocorrido em 2015.

A mineradora afirmou que a proposta apresentada ao Tribunal Regional Federal da 6ª Região (TRF6) inclui 37 bilhões de reais em valores já investidos em reparação e compensação, um montante em dinheiro de 82 bilhões de reais pagável em 20 anos ao governo federal, aos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo e aos municípios, e 21 bilhões de reais em obrigações a fazer.

“Os valores da nova proposta são para 100%, o que inclui uma contribuição de 50% da BHP Brasil e da Vale como devedores secundários, caso a Samarco não possa financiar como devedor primário”, afirmou a companhia em fato relevante ao mercado.

Banner MBA BARSI

A informação sobre a nova proposta foi divulgada mais cedo pelo colunista Lauro Jardim, do jornal O Globo.

A Vale reafirmou seu compromisso com ações de reparação e compensação relacionadas ao rompimento da barragem de Fundão da Samarco, da qual é a acionista, e disse e a nova proposta “é um esforço para chegar a uma resolução mutuamente benéfica para todas as partes, especialmente para as pessoas, comunidades e meio ambiente impactados, ao mesmo tempo que cria definição e segurança jurídica para as companhias”.

Banner MBA BARSI

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.