Home Mercados Ibovespa: veja os 9 destaques desta sexta-feira; Vale sobe

Ibovespa: veja os 9 destaques desta sexta-feira; Vale sobe

Às 10h21, o Ibovespa subia 0,25%, a 130.571,03 pontos.

por Reuters
0 comentário
Ibovespa

O Ibovespa (IBOV) mostrava valorização discreta nesta sexta-feira, buscando confirmar a sétima alta seguida, em dia de agenda esvaziada e com o desempenho apoiado principalmente no avanço das ações da Vale, após a mineradora reportar resultado trimestral que agradou de modo geral analistas.

Às 10h21, o Ibovespa subia 0,25%, a 130.571,03 pontos. O volume financeiro somava 526,8 milhões de reais.

No exterior, os futuros acionários norte-americanos não sinalizavam um viés claro para a abertura das bolsas em Nova York, enquanto os rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos tinham variações modestas, com o Treasury de 10 anos marcando 4,311%, de 4,327% na véspera.

Análise gráfica da equipe da Ágora Investimentos afirmou que, em sua sexta sessão consecutiva de alta, o Ibovespa atingiu e respeitou a região de resistência nos 130.700 pontos, reforçando por enquanto a leitura de lateralização, com formação de topos e fundos horizontais.

“Em caso de consolidação de topo, o Ibovespa pode corrigir em direção ao fundo da lateralização na região dos 126.600 pontos, com suporte intermediário na média de 21 períodos em torno dos 128.500 pontos”, escreveu em relatório a clientes nesta sexta-feira.

Destaques

 Vale (VALE3) subia 1,59%, a 68,29 reais, após a mineradora reportar lucro líquido de 2,42 bilhões de dólares no quarto trimestre, queda de 35% versus o mesmo período de 2022, com impactos de alta na provisão referente ao rompimento de barragem da Samarco e por um aumento no lucro tributável. A companhia também anunciou a distribuição de dividendos no valor total bruto de quase 2,74 reais por ação. Na China, o contrato futuro de minério de ferro mais negociado na Dalian Commodity Exchange encerrou o dia com alta de 0,45%, a 899 iuanes (124,91 dólares) a tonelada.

Petrobras (PETR4) recuava 0,33%, a 42,05 reais, em meio ao declínio dos preços do petróleo no exterior, onde o barril de Brent, usado como referência pela companhia, cedia 1,54%.

Itaú Unibanco (ITUB4) ganhava 0,29%, a 34,26 reais, enquanto Bradesco (BBDC4) subia 0,21%, a 14,03 reais.

B3 (B3SA3) subia 0,16%, a 12,67 reais, após divulgar lucro líquido de 915,5 milhões de reais no quarto trimestre, uma queda de 8,8% na comparação com o mesmo período em 2022, em resultado abaixo das previsões de analistas.

A receita líquida da empresa de infraestrutura para o mercado financeiro caiu 2,8%, para 2,24 bilhões de reais no período.

Renner (LREN3) avançava 3,11%, a 15,60 reais, com analistas do JPMorgan reiterando recomendação “overweight” para as ações da varejista de moda e alertando para tendências de crescimento potencialmente melhores do que o esperado no Brasil. Os analistas elevaram o preço-alvo dos papéis de 15,50 para 17 reais.

GPA (PCAR3) caía 0,75%, a 3,95 reais, em dia negativo para o setor. A varejista anunciou nesta sexta-feira que está negociando com vários “potenciais compradores” diferentes a venda de seus postos de combustível e do imóvel onde está sua sede na cidade de São Paulo, mas que ainda não chegou a acordos vinculantes. Carrefour (CRFB3) perdia 1,56% e Assaí (ASAI3) recuava 1,48%.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.