Home Finanças Pessoais Mesmo com instabilidade, Receita recebe 130 mil declarações no 1º dia

Mesmo com instabilidade, Receita recebe 130 mil declarações no 1º dia

por Redação Dinheirama
0 comentário
Receita Federal - Dinheirama

Quem tentou baixar, nesta segunda-feira (7), o programa da declaração do IR no site da Receita Federal encontrou problemas. De acordo com a instituição, tanto o portal quanto o aplicativo do Imposto de Renda registraram instabilidades.

Ainda assim, até as 17h, a Receita Federal havia recebido 130.099 declarações de pessoas físicas. A saber, o número representa queda de 79,3% em relação ao primeiro dia de entrega de 2021.

No ano passado, mais de 628 mil contribuintes entregaram a declaração logo no primeiro dia do prazo. É provável que a diferença esteja relacionada ao fato de que este ano a Receita não antecipou o download do programa.

Receita alega excesso de tráfego

Conforme nota, a instabilidade na plataforma ocorreu devido ao alto número de acessos. Assim, o excesso de tráfego fez com que o download do programa ficasse instável.

A Receita disse que já está tentando resolver o problema e recomenda que os contribuintes aguardem e tentem fazer o download “novamente mais tarde.”

Além disso, é importante lembrar que o prazo para a entrega da declaração vai até as 23h59 de 31 de maio. Então, ainda há bastante tempo para acertar as contas com o Leão.

Programa gerador da declaração

O Programa Gerador da Declaração está disponível no site da Receita para usuários dos sistemas Windows, IOS e Linux. 

Contudo, também é possível declarar online ou por dispositivos móveis, por meio do aplicativo Meu Imposto de Renda.

Para que os contribuintes tenham ainda mais facilidade, a Receita Federal liberou a declaração pré-preenchida. Neste caso é preciso ter conta gov.br nos níveis prata e ouro.

Outra novidade deste ano é que será possível pagar o imposto de renda e receber a restituição via PIX. No entanto, é necessário que a chave-Pix seja o CPF.

arte da Receita Federal para IRPF2022
Arte/Agência Brasil

Receita: obrigatoriedade na declaração

Neste ano, os critérios de obrigatoriedade para declarar o Imposto de Renda são:

  • Ter recebido, em 2021, rendimentos tributáveis, sujeitos ao ajuste anual, maiores que R$28.559,70. Nesse sentido, estão inclusos salário, aposentadoria, aluguel ou outras fontes tributáveis.
  • Ter recebido rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte em valor superior a R$40 mil. Por exemplo: rendimentos de aplicações financeiras, doações, heranças, partilha de divórcio, meação, indenizações, dividendos e juros sobre capital próprio.
  • Ter gerado, em 2021, receita bruta anual decorrente de atividade rural em valor acima do limite de R$142.798,50.
  • Possuir, em 31/2/2021, bens e direitos, inclusive terra nua, em valor superior ao limite de R$300 mil.
  • Ter obtido, em qualquer mês do ano passado, ganho de capital na alienação de bens ou direitos, sujeito à incidência de imposto. Em outras palavras, quem teve lucro com venda de carro, de imóveis e outros bens.
  • Ter vendido imóvel, mas optou pela isenção do Imposto de Renda no ganho de capital.
  • Ter realizado, em qualquer momento do ano passado, operações em bolsa de valores. Isso vale para quem investiu em ações ou FIIs, por exemplo.
  • Quer compensar prejuízos da atividade rural ou de operações em bolsa de valores.
  • Por fim, quem passou à condição de residente no Brasil, no ano passado.

Corrida da declaração

Em geral, a Receita Federal libera, ainda no fim de fevereiro, o download do programa gerador. Assim, os contribuintes conseguem adiantar o preenchimento da declaração e enviá-la no primeiro dia de entrega.

No entanto, neste ano, o download só começou no início do prazo de entrega, às 8h de hoje. Como resultado, muitas pessoas tentaram baixar o programa no mesmo horário, o que gerou instabilidade no site.

De acordo com a Receita, o número de downloads do programa gerador somou 752.484. Em outras palavras, houve alta de 141% em relação ao primeiro dia de entrega do ano passado (312.182).

Neste ano, o Fisco espera receber 34,1 milhões de declarações. Quem perder o prazo pagará multa de R$165,74 ou 20% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

arte da Receita Federal para IRPF2022
Arte/Agência Brasil

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.