Home Economia e Política Restaurantes serão obrigados a oferecer cardápio impresso, aponta projeto da Câmara

Restaurantes serão obrigados a oferecer cardápio impresso, aponta projeto da Câmara

Será admitido o uso de cardápios digitais, desde que haja oferta simultânea de cardápios impressos

por Agência Câmara
0 comentário

A Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara dos Deputados aprovou projeto que obriga restaurantes, lanchonetes, bares e similares a disponibilizar cardápios impressos aos consumidores nos atendimentos presenciais.

Foi aprovado o substitutivo do relator, deputado Aureo Ribeiro (Solidariedade-RJ), para o Projeto de Lei 1245/23, do deputado Juninho do Pneu (União-RJ), e dois apensados. O relator unificou os textos, além de acatar outras sugestões.

APRENDA COMO MULTIPLICAR E PROTEGER SEU CAPITAL INVESTIDO POR MEIO DAS CRIPTOMOEDAS E ACELERE A SUA JORNADA RUMO À LIBERDADE FINANCEIRA

“A tecnologia deve ser aplicada apenas como forma de ofertar mais conforto ao cliente, e não de restringir ou dificultar o seu acesso aos preços e descrições dos produtos”, afirmou Aureo Ribeiro.

O relator destacou também que, segundo pesquisa da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) no segundo semestre de 2022, cerca de 21% dos clientes apontaram dificuldade para fazer pedidos com cardápios por QR Code.

Oferta simultânea

Será admitido o uso de cardápios digitais, desde que haja oferta simultânea de cardápios impressos. O texto proíbe os estabelecimentos de exigirem cadastro prévio para cliente acessar os cardápios.

(Imagem: Tomaz Silva/Agência Brasil)
(Imagem: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Estabelecimentos que optarem oferecer equipamentos eletrônicos para o cliente acessar o cardápio deverão garantir que esses aparelhos sejam de fácil manuseio e que o conteúdo digital apareça de forma clara e legível.

Autoatendimento

Segundo o substitutivo, ficarão fora das novas regras os estabelecimentos que praticam exclusivamente o autoatendimento pelo cliente.

Eventuais infrações estarão sujeitas às sanções previstas no Código de Defesa do Consumidor.

“Tornou-se comum, após a Covid-19, a oferta de cardápios no formato digital. No entanto, a comodidade, que reduz custos, tem gerado transtornos aos clientes, como a propaganda indevida”, disse Juninho do Pneu, autor do texto original.

Próximo passo

O projeto tramita em caráter conclusivo e ainda será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.