O Segredo do Sucesso é um tema discutido no mundo todo por muitos especialistas. Afinal, existe um único segredo?

A média de conhecimento humano dobra a cada 13 meses e, de acordo com a IBM, o volume de informações que temos disponível vai duplicar a cada onze horas.

O número parece assustador, mas é possível ser um destaque dentro desse cenário se o profissional entender que o significado de nunca parar de aprender estará mais em alta do que nunca e que este é justamente o caminho a ser seguido.

Diante disso e dentro da ideia de aprendizagem constante – ou lifelong learning – encontram-se quatro pilares principais: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver e aprender a ser. Ou seja, estes princípios se norteiam, basicamente, em atividades autorreflexivas e de avaliação analítica.

Aproveite para ler: Erros Inconscientes que Podem Atrapalhar (Muito) sua Carreira

A Busca pelo conhecimento

Outro ponto relevante é a busca por conhecimento voluntária e proativa, o que revela a necessidade de ser um indivíduo cada vez mais autodidata e menos passivo, ao adquirir informação.

Além disso, é essencial que entendamos a necessidade de ter aptidões mais humanas e não só técnicas e automáticas, que o ensino tradicional não tende a nos ensinar.

Tais habilidades não só são extremamente demandadas pelo mercado de trabalho, como são cruciais para a vida. Até porque as tarefas mais automáticas estão sendo, cada vez mais, realizadas por máquinas e robôs.

É importante ressaltar que eles não vão tomar o nosso lugar, mas o lifelong learning vai ser fundamental para de fato não deixarmos isso acontecer.

Leia também: Autoconhecimento é fundamental para evitar Autossabotagem financeira

O que nos torna diferentes das máquinas

Ouvimos muito falar nas soft skills e são justamente elas que nos farão diferentes das máquinas.

Segundo uma pesquisa global da Capgemini Digital Transformations Institute de 2017, 60% das empresas estão com dificuldades para encontrar as soft skills em seus colaboradores. E esse é um cenário preocupante.

Na mesma pesquisa, 1.250 executivos responderam quais são as maiores necessidades, no que diz respeito às soft skills.

Entre eles, 60% buscam pessoas que saibam atender bem o cliente, 64% desejam funcionários que saibam trabalhar em equipe, 64% esperam por pessoas que tenham paixão pelo aprendizado e 61% anseiam colaboradores com boas habilidades de conhecimento sobre a organização e seus desafios.

Assista: Comportamento: como as emoções influenciam nossas finanças

Aprender ao longo da vida

Temos então a faca e o queijo na mão: sabemos que o aprendizado ao longo da vida é passo fundamental na busca pelo destaque no mercado de trabalho e também o que as empresas procuram. Ou seja, o segredo do sucesso é uma dedicação contínua e voluntária.

Para ser um lifelong learner é indispensável entender a necessidade de uma mudança mental presente na sociedade em acreditar que os estudos acabam quando se termina um período acadêmico.

Essa transformação trará uma capacidade de adaptação melhor para o mercado e vida, além de promover oportunidades, até então despercebidas. E com tanta tecnologia, ferramentas e informação, aprender nunca foi tão acessível.

Cursos online e gratuitos estão à disposição de qualquer um, seja sobre o assunto que for. A frase “conhecimento nunca é demais” nunca fez tanto sentido quanto agora.

Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários