Home Investimentos Vale a pena comprar ações da Petrobras?

Vale a pena comprar ações da Petrobras?

por Conrado Navarro
0 comentário

As ações da Petrobras caíram com a expectativa de mudança na presidência da empresa. Assim, a pergunta que ficou para os investidores é: vale a pena comprar nesse momento?

Certamente não é novidade que o Brasil tem episódios recorrentes de ingerência em empresas com capital estatal. A Petrobras vive apenas mais uma polêmica de sua história.

Recentemente, o presidente Jair Bolsonaro deixou clara sua insatisfação com a gestão da Petrobras. E sugeriu outro nome para sua presidência.

Com isso, algumas dúvidas surgiram:

  • O que será que vai acontecer com a empresa?
  • Isso muda a tese de investimento de quem acredita na companhia?
  • Como as ações da empresa se comportaram e vão se comportar?
  • Você deve investir na empresa?

As perguntas são difíceis e não arriscarei uma resposta precisa para cada uma delas. Mas, juntos vamos aprender mais sobre este episódio.

STF anula ação trabalhista bilionária contra Petrobras

A empresa havia sido condenada, em 2018 pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho), a ressarcir empregados com R$ 47 bilhões. Esse era o maior processo trabalhista da história da empresa.

No entanto, o STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu, nesta terça-feira (15), anular a ação. O processo está relacionado a um acordo coletivo sobre remuneração mínima por nível e regime, uma forma de equalizar a remuneração com base na isonomia.

Preço das ações da Petrobras

O mercado financeiro tem diversas instituições que avaliam empresas e seus resultados. Em seguida, comentam sua visão para seus investidores.

Por exemplo, mesmo com a possível interferência do presidente, o UBS manteve a recomendação de compra dos papéis.

Em entrevista recente, os analistas Luiz Carvalho e Gabriel Barra disseram que a governança corporativa da empresa agora é diferente do passado.

De acordo com eles, a empresa poderia entregar um bom fluxo de caixa livre em 2021 a partir de uma estrutura interna muito mais robusta.

Este ponto é importante porque a cotação das ações da Petrobras já sofreu bastante em anos anteriores por conta de uma gestão considerada temerária pelo mercado.

Tanto a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) quanto escritórios independentes de advocacia já estão agindo diante da possibilidade de mudança do presidente. Isso é algo inédito.

Resultados da Petrobras em 2021

O último resultado de produção e venda apresentado pela área de Relação com Investidores da Petrobras foi interessante. A empresa afirma que bateu todas as metas de produção para o ano, com recorde na produção própria do pré-sal.

O relatório de desempenho financeiro da Petrobras será divulgado no dia 23 de fevereiro, logo após o fechamento do mercado.

Em relação a 2020, a Petrobras fechou o último trimestre daquele ano com lucro de R$ 59,89 bilhões. Ou seja, 634% superior ao do mesmo período de 2019, quando teve lucro de R$ 8,1 bilhões.

Ações da Petrobras - Dinheirama
Crédito: Pexels

Atenção

No entanto, o número merece um olhar mais cuidadoso. Afinal, há três pontos que “inflaram” muito o lucro no período:

  • Reversão de gastos passados do plano de Assistência Médica Supletiva (AMS) em R$ 13 bilhões. O que alterou o quadro de obrigações futuras da empresa;
  • Ganhos cambiais da ordem de R$ 20 bilhões. O que faz parte da estratégia da empresa para lidar com a mudança nas cotações do dólar;
  • Impairment, ou deterioração de ativos na contabilidade, chegando a R$ 31 bilhões.

Assim, talvez o indicador mais interessante a ser avaliado seja o Ebitda. Ou seja, lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações.

O Ebitda ajustado foi de R$ 31,7 bilhões. Portanto, abaixo do consenso do mercado, que era de R$ 33,6 bilhões (segundo o Bloomberg). Mas, acima de projeções de algumas casas respeitadas.

A saber, uma destas instituições que considerou o resultado muito bom foi o Credit Suisse. O Ebitda ajustado ficou 6% acima do esperado por eles.

Nas opiniões emitidas para a imprensa, o Credit Suisse ainda apontou a forte geração de caixa livre e a redução do endividamento como pontos positivos.

O ponto central da avaliação deles foi o de que a Petrobras cumpriu suas metas em 2020. Mesmo com a drástica redução de demanda e problemas com a pandemia.

A produção em alta animou também os analistas do Bradesco BBI, que apontaram um “trimestre sólido”.

Isso porque, segundo eles, o atual presidente da estatal, Roberto Castello Branco, entregou o prometido crescimento em “J”.

Privatização da Petrobras?

Sempre que surge uma polêmica envolvendo a Petrobras, vem à tona a pergunta: privatizar a empresa vale a pena?

A resposta é muito pessoal e cada grupo gosta de defender seu ponto de vista. Eu entendo que precisamos pensar de forma pragmática.

Por exemplo, sendo uma estatal, podemos pensar que os brasileiros deveriam ser beneficiados diretamente por isso, certo?

Mas os preços da gasolina não mostram isso, não é mesmo? A princípio, penso que privatizada ela seria menos custosa para o próprio brasileiro.

Importante dizer que privatizar não significa vender a empresa a qualquer preço. Nem mesmo passar a ser “explorado” por um dono gringo “capitalista opressor”.

Neste caso, o petróleo seguiria sendo da União. A empresa privatizada teria o direito apenas de exploração, sob rígida regulação e fiscalização por parte da ANP.

Petrobras RI: saiba tudo sobre a empresa

Toda empresa de capital aberto tem um setor específico para contato e divulgação de informações a seus acionistas.

Esse departamento é conhecido como Relação com Investidores, ou simplesmente RI. É nele que a empresa concentra resultados, dados e detalhes de forma organizada e acessível.

Para conhecer mais sobre a Petrobras, acesse o site de RI da empresa.

Afinal, vale a pena comprar ações da Petrobras?

De acordo com a maioria dos analistas, são três os riscos maiores envolvendo a Petrobras:

  1. Alta do dólar e dos preços do petróleo, o que pode pressionar os resultados da gigante brasileira;
  2. Mudanças no processo de desinvestimento que vinha sendo realizado;
  3. Política de preços subsidiados a partir da mudança no comando.
Ações da Petrobras - Dinheirama
Crédito: Pexels

Por isso, na hora de decidir comprar ações da empresa, é bom ficar de olho nestes aspectos com ainda mais atenção. Além de acompanhar análises frequentes de especialistas do mercado.

Eu, por exemplo, não tinha ações da Petrobras. Mas depois da derrocada de 20% após o anúncio da possível mudança de comando, decidi investir.

Importante: não tome minha decisão como sugestão de investimento. Apenas compre se entender os potenciais riscos e souber o que está fazendo.

Como comprar ações da Petrobras

O caminho mais comum para comprar ações de qualquer empresa é ter conta em uma corretora (agente de custódia).

As corretoras são as instituições responsáveis por realizar as ordens de compra e venda na Bolsa de Valores, a B3.

No site da B3, você pode consultar a lista das corretoras cadastradas e devidamente autorizadas a funcionar no nosso mercado.

E vale ressaltar esse apontamento que tirei da seção de perguntas e respostas do site de RI da Petrobras:

A maioria dos grandes bancos comerciais possui corretora autorizada a operar no mercado financeiro. No entanto, por determinação regulamentar, a corretora é uma entidade juridicamente separada do banco. Quando se “negocia ações através de banco”, está-se, na verdade, negociando através da corretora do banco. As regras que se aplicam a estas corretoras são as mesmas que às demais.

Qual a diferença entre PETR3 e PETR4?

O código PETR3 representa a ação ordinária (ON) da Petrobras. Ela permite o exercício do direito de voto nas Assembleias de Acionistas.

PETR4 é o nome dado à ação preferencial (PN), que não tem direito a voto.

Apesar de não terem voto, os donos de ações PN têm outras vantagens. Por exemplo, eles têm prioridade no recebimento dos dividendos, caso haja lucro no exercício.

Petrobras paga dividendos?

De acordo com o site de RI da Petrobras, a empresa possui dividendos mínimos obrigatórios correspondentes a 25% do Lucro Líquido Ajustado.

Mas, as ações da Petrobras que são preferenciais têm uma regra um pouco diferente. 

Elas têm direito a um dividendo mínimo de 5% sobre a parte do capital representada por essa espécie de ações. Ou de 3% do valor do patrimônio líquido da ação – prevalecendo sempre o maior.

Ações da Petrobras - Dinheirama
Crédito: Pexels

Segundo informações oficiais, a Política de Remuneração aos Acionistas da Companhia prevê ainda que:

  • Quando o endividamento bruto, incluindo os compromissos relacionados a arrendamentos mercantis, for superior a US$ 60 bilhões, a Companhia poderá distribuir aos seus acionistas os dividendos mínimos obrigatórios previstos em lei e no Estatuto Social, mencionados acima;
  • Quando o endividamento bruto, incluindo os compromissos relacionados a arrendamentos mercantis, for inferior a US$ 60 bilhões, a Companhia poderá distribuir aos seus acionistas 60% da diferença entre o fluxo de caixa operacional e os investimentos. Ou seja, remuneração = 60% x (FCO – CAPEX). 

Ponto importante: nessa fórmula, não são considerados como CAPEX: 

  • Os recursos provenientes da venda de ativos; 
  • Os pagamentos na participação das rodadas de licitação para exploração e produção de petróleo e gás natural; 
  • Pagamentos referentes a aquisição de empresas ou participações societárias.

Além disso, a Petrobras poderá, em casos excepcionais, realizar o pagamento de dividendos extraordinários. O que supera o valor anual estabelecido acima.

Conclusão

A Petrobras é, sem dúvida, uma das mais importantes empresas brasileiras. Ela sempre chamará muita atenção do investidor.

Assim, penso que ela certamente já esteve ou estará em sua carteira de investimentos. O que fica de lição é que o momento de entrada deve ser analisado com cuidado.

Além disso, a estratégia ao comprar o ativo também precisa ser cuidadosamente pensada.

Eu, por exemplo, não gosto de ser sócio de estatais por muito tempo. Mas procuro aproveitar oportunidades neste sentido quando as encontro.

Estude a empresa, acompanhe o mercado e tome sua decisão de investir ou não em ações da Petrobras de maneira consciente e tranquila.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.