Home Comprar ou Vender Yduqs dá descontos generosos e ganha pagadores duvidosos

Yduqs dá descontos generosos e ganha pagadores duvidosos

A Diluição Solidária, modelo de financiamento da Yduqs, permite um valor menor no início da graduação e a diferença diluída até o fim

por Gustavo Kahil
0 comentário

As ações do grupo educacional Yduqs (YDUQ3), que possui em seu portfólio marcas como Ibmec e Estácio, derretem mais de 11% após o resultado do primeiro trimestre de 2024 ter sido mal recebido pelos investidores.

O lucro líquido consolidado foi de R$ 150,7 milhões de reais, ligeiro avanço de 0,8% na comparação ano a ano. Em termos ajustados, o lucro somou R$ 173 milhões, aumento de 11,2% em relação à mesma etapa de 2023.

“A Yduqs apresentou resultados fracos, apesar da melhora operacional”, opina Mateus Haag, analista da Guide Investimentos. Segundo ele, os resultados devem melhorar ao longo de 2024 em função da melhora na captação, reajuste de mensalidade, entre outros fatores.

Esta é a mesma percepção do CEO do grupo, Eduardo Parente Menezes, conforme relato em teleconferência com analistas.

“Esperamos um lucro de primeiro semestre muito em linha com o ano passado e uma aceleração forte no segundo semestre”, disse o executivo. “Nosso segundo trimestre, por natureza do negócio, é o pior trimestre do ano”, projetou Menezes.

Estudantes Yduqs Sala de Aula Educação
Descontos generosos e pagadores duvidosos: essa equação fecha? (Imagem: Unsplash/ Shubham Sharan)

PDD dispara

Para os analistas do Santander, um dos pontos negativos do balanço foi o volume “decepcionante” para o segmento presencial e a deterioração das provisões para devedores duvidosos (PDD), com alta de 35,3%, o que pressionou a margem neste trimestre.

Essa alta foi puxada por um incremento de 48,6% no percentual de provisão do DIS (Diluição Solidária).

O DIS (Diluição Solidária) é um modelo de financiamento da Estácio, onde o aluno paga um valor menor nos meses iniciais da sua graduação e a diferença para o valor integral dessas mensalidades é diluída ao longo de todos os meses até o fim do curso.

O indicador passou de 15% para os atuais 20%, com uma maior captação em 2023 e aumento na receita DIS no primeiro trimestre de 2024, especificamente nas unidades de negócios presencial e digital, somado as despesas mais elevadas com vendas e marketing.

O principal problema parece estar nos cursos de ensino digital, onde o crescimento foi de 52,7%.

Despesas comerciais da Yduqs

Fonte: Yduqs

Com isso, a margem Ebitda operacional recuou 290 pontos-base.

“Entendemos que este é um efeito pontual para o trimestre e esperamos uma recuperação sequencial da margem Ebitda para o 2º trimestre”, ressaltam Iago Souza e Nina Mirazon, analistas da Genial Investimentos.

Eles avaliam que a aceleração das despesas de PDD pode ser atribuída ao forte ciclo de captação do primeiro semestre do ano passado, além de uma maior receita DIS neste trimestre – o que aumenta o nível de provisionamento imediato no período.

“Vale ressaltar também o efeito da base comparativa, uma vez que o aumento da provisão DIS de 15% para 20% ocorreu apenas no 2º trimestre do ano passado e, portanto, não constava no resultado do primeiro trimestre”, ponderam.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.