Mais uma vez vamos falar a respeito de Previdência Privada e a real necessidade que todos nós temos de, o quanto antes, adquirir um plano de Previdência.

Antes de começar a discutir como planejar uma aposentadoria bem-sucedida, precisamos entender os motivos pelos quais devemos tê-la, e então iniciarmos sua construção com nossos próprios recursos.

Em primeiro lugar, você poderá se surpreender ao saber que os principais componentes do planejamento da aposentadoria são contrários à crença popular, sobre a melhor maneira de economizar para o futuro.

Ebook gratuito recomendado: O novo aposentado

Além disso, a implementação adequada desses componentes-chave é essencial para garantir uma aposentadoria financeiramente segura. Isso envolve verificar cada possível fonte de renda na aposentadoria.

Incerteza da aposentadoria  social e dos benefícios de pensão

Precisamos estar preparados sobre as perspectivas de aposentadoria patrocinada pelo governo – elas não são muito boas.

Como sabemos, as populações do mundo todo continuam a envelhecer, com menos pessoas em idade ativa para continuar a contribuir com  os sistemas de seguridade social.

De acordo com um estudo de 2005 realizado por atuários nos EUA, a proporção de trabalhadores cobertos versus o número de beneficiários sob o programa de Segurança Social nos EUA, foi reduzida significativamente ao longo dos anos.

Em 1940, havia 35,3 milhões de trabalhadores pagando no sistema, com apenas 222 mil beneficiários – uma proporção de 159 para 1. Em 2003, o número de trabalhadores aumentou para 154,3 milhões, com 46,8 milhões de beneficiários – uma proporção de 3,3 para 1.

Isso ocorre de maneira semelhante em outros sistemas de pensões, incluindo aqueles de muitas nações europeias. Aqui no Brasil não é diferente.

Leitura recomendada:Os tipos de previdência disponíveis no Brasil (RGPS, RPPS, INSS e mais)

Além disso, estão sendo colocados maiores encargos no sistema, à medida que mais e mais pessoas se aposentam e, devido aos avanços nos cuidados de saúde, vivem mais do que antes.

Este efeito tem o potencial de colocar pressão no sistema, e pode deixar os governos sem outra opção viável, a não ser, reduzir os benefícios da previdência social ou suspendê-los completamente para todos, exceto os mais pobres dos pobres.

Planos de previdência privada também não são imunes a deficiências

Colapsos corporativos, simulações de renda  ineficientes, fundos multi-patrocinados com gestões muito ruins.

Planos de pensão de benefício definido, que supostamente garantem aos participantes uma renda mensal específica durante o período de aposentadoria, realmente falham de vez em quando. Às vezes exigem maiores contribuições ou reduções de benefícios.

Vídeo recomendado: O futuro chega para todos! Se o seu será rico ou não, é uma escolha sua

O que fazer então?

  • Buscar entender e adquirir o quanto antes um plano privado ou com participação da empresa (para aqueles que trabalham em empresas que oferecem esse tipo de beneficio).
  • Conversar com especialistas no assunto, que poderão ajudar no melhor tipo de plano para você e sua família, e até mesmo no melhor desenho de plano de Previdência para as Empresas.
  • Verificar ano a ano a gestão e evolução do patrimônio, bem como fazer ajustes quando necessário, buscando sempre estar mais próximo do objetivo desejado para aposentadoria.

Previdência Privada é assunto sério e certamente todos nós precisaremos de um bom Plano. Se você ainda não possui um, pense no assunto. Um grande abraço e até a próxima!

Abraão Rodrigues
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários

  • malanar11

    A maioria dos planos de previdência privados são furados, rendem menos que o Tesouro direto SELIC, que já possui uma rentabilidade questionável, mas por ser uma aplicação de liquidez diária e ser a mais segura que temos, tem o seu espaço.
    Isso sem contar na taxa de carregamento cobrada por alguns fundos e penalizações por resgate antecipado, coisas que o tesouro SELIC não possui.

    No caso de participação da empresa, pode ser que tenha vantagens, seria interessante um estudo de caso com o plano PETROS, que tem participação e corrupção explicita.

    • Gil

      A participação da empresa não altera me nada se o plano for ruim.
      O empregado coloca x, a empresa mais x, e o fundo perde os dois xs.
      Ilusão!

      • Osvaldo Ventura

        Verdade. Atualmente isto está acontecendo em muitos planos cujos patrocinadores são Estatais. E os aposentados estão vendo o valor de seus benefícios diminuir, pois são chamados a contribuir com os sucessivos déficits atuariais.

        • malanar11

          Ou seja, as opções são ruins ou péssimas. O negócio é ir para outros tipos de aplicação.