A inflação venceu as aplicações conservadoras. E agora?Depois de ler e publicar análise exclusiva feita para o Dinheirama pelo economista Alvaro Bandeira, da Órama, em que ele ressalta o seu otimismo em relação aos mercados de risco, recebi alguns alertas de leitores que gostariam de saber mais sobre a realidade dos investimentos conservadores agora que a taxa Selic caiu para 7,25% ao ano, um patamar histórico.

Aproveitando nosso contato e a grande admiração que tenho pelo trabalho do Alvaro, repassei a ele este feedback e sugeri que ele nos ajudasse a avaliar alguns pontos:

  • Como foi o rendimento da caderneta de poupança em setembro?
  • Como foi o rendimento dos títulos públicos atrelados à Selic no mesmo mês?
  • Houve ganho real se considerarmos o IPCA no mesmo período?
  • Estamos diante de uma nova realidade em a busca por melhores retornos terá que tirar o investidor de sua zona de conforto?

Diante de algumas de suas respostas, surge a necessidade de avaliarmos melhor nossas decisões e, considerarmos assim, alternativas de investimento diferentes das usuais e de baixíssimo risco. A procura por rentabilidade exige que nos tornemos investidores mais pró-ativos, interessados e, principalmente, seletivos.

Acompanhe a opinião de Alvaro Bandeira no vídeo gravado com exclusividade para nós:

Alvaro, muito obrigado pelo vídeo e parabéns pelo trabalho à frente da Órama. É muito importante aproximarmos pessoas como você de nossos leitores, gerando uma troca de conhecimento que vai ao encontro com nosso propósito de difundir a educação financeira.

Despeço-me, caro leitor, convidando-o para que conheça os fundos de investimento exclusivos que a Órama oferece e aproveite a oportunidade de manter contato com os melhores profissionais e investimentos do mercado. Ainda teremos outra chance de enviar dúvidas e sugestões ao Alvaro e sua equipe, então sinta-se livre para enviar-nos a sua dúvida ou deixar seu seu comentário no espaço abaixo.

Até a próxima.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários