Home Economia e Política Boletim Focus: relatório de mercado do Banco Central

Boletim Focus: relatório de mercado do Banco Central

por Redação Dinheirama
0 comentário

O boletim Focus é um relatório de mercado divulgado semanalmente pelo Banco Central. Esse documento ajuda a direcionar não apenas as ações governamentais, mas também as estratégias dos investidores.

De fato, no relatório Focus são apresentadas de forma resumida as expectativas do mercado financeiro sobre alguns indicadores econômicos.

Se você quer entender o monitoramento das expectativas do mercado sobre preços, juros e atividade econômica, está no lugar certo.

Neste texto, vamos explicar:

  • O que significa boletim Focus;
  • Como ler o relatório;
  • Quais os principais indicadores monitorados;
  • O horário que o boletim é publicado;
  • Como se cadastrar para receber o relatório por e-mail.

E muito mais.

Boletim Focus hoje

boletim focus 02052022
Reprodução: Banco Central do Brasil

De acordo com o Boletim Focus desta segunda-feira (02/05), a expectativa de inflação para este ano está em 7,89%. Esta é a 16ª alta seguida para esse indicador. Assim, ele segue bem acima do teto da meta estabelecida pelo Banco Central, que é de 5% ao ano.

Por outro lado, a estimativa para o PIB subiu para 0,70%, em sua quinta alta seguida. Enquanto isso, as previsões para a Taxa Selic e para o Câmbio seguem estáveis em 13,25% e R$ 5, respectivamente.

Expectativa para 2023

Para o próximo ano, o mercado espera IPCA em 4,10%, Selic em 9,25%, dólar a R$5,04 e PIB em 1%. Além disso, para 2024 e 2025, as estimativas estão em:

  • IPCA: 3,20% (2024) e 3% (2025);
  • PIB: 2% de crescimento nos dois anos;
  • Câmbio: R$5 (2024) e R$5,02 (2025);
  • Selic: 7,50% (2024) e 7% (2025).

O que significa boletim Focus?

Em resumo, focus tem origem no latim e significa tanto fogo quanto foco. Mas nosso objetivo aqui não é ter uma aula de filologia.

Nesse sentido, o que importa é que o boletim divulgado pelo Banco Central tem as expectativas do mercado como foco.

No mundo financeiro, as expectativas são um grande direcionador de investimentos públicos e privados. Em outras palavras, se temos a expectativa de que a economia vai crescer, o desemprego vai diminuir, podemos investir mais.

Por outro lado, se esperamos desemprego alto e queda na atividade econômica, a expectativa será de mudanças fiscais e monetárias.

Para que pudesse monitorar sistematicamente as projeções do mercado, o Banco Central criou o Sistema Expectativas de Mercado.

Desse modo, instituições financeiras, como bancos, consultorias, corretoras e distribuidoras, podem informar suas estimativas.

Atualmente, cerca de 140 instituições estão cadastradas para contribuir com o Sistema Expectativas de Mercado. Todas elas possuem departamentos dedicados à pesquisa macroeconômica.

Assim, de forma rotineira, essas instituições criam projeções de como se acredita que a economia estará no futuro.

Diariamente, o Banco Central coleta as projeções dessas instituições e calcula a mediana das expectativas dos 30 dias anteriores. E toda segunda-feira, o Bacen divulga o relatório Focus com as informações coletadas até a sexta-feira anterior à sua divulgação.

Como ler o relatório Focus?

Em detalhes, o relatório Focus apresenta as medianas para os seguintes indicadores:

  • IPCA;
  • Crescimento do PIB;
  • Taxa de câmbio média de dezembro;
  • Meta da Taxa Selic de fim de ano;
  • IGP-M;
  • Preços administrados;
  • Conta corrente e balança comercial do país
  • Investimento direto no Brasil;
  • Dívida líquida do setor público; e
  • Resultados primário e nominal.

Todos esses dados são apresentados com expectativa para o ano corrente e para os três anos subsequentes.

Além disso, o relatório também apresenta a inflação suavizada dos próximos 12 meses para o IPCA e para o IGP-M. 

E ainda IPCA, câmbio médio mensal, meta da Selic do fim do mês e IGP-M, para o mês corrente e os dois seguintes.

No entanto, os principais indicadores do boletim Focus serão detalhados abaixo.

IPCA

O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) é a inflação oficial do Brasil. Ela indica o aumento de preços de um conjunto de serviços e produtos usados pela maioria da população.

A saber, o Banco Central possui uma meta de inflação e, por isso, é importante saber quais as expectativas do mercado. Dessa forma, o Bacen pode tomar medidas para reduzir o aumento de preços e controlar a inflação.

Taxa Selic

Já a taxa Selic, conhecida como taxa básica de juros, é a principal ferramenta monetária para controlar a inflação. A cada 45 dias, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central se reúne para definir o patamar dessa taxa.

Na prática, quando a inflação está alta, o Banco Central sobe a Selic. Como resultado, a tendência é de controle – e até redução – da inflação. Por outro lado, quando o Banco Central precisa estimular a economia, ele reduz a taxa Selic.

PIB

O PIB (Produto Interno Bruto) é a soma de todos os bens e serviços finais produzidos no país em um determinado período. Em outras palavras, ele retrata a economia do país.

Quando o PIB cresce, existe a tendência de que tenha mais emprego, aumento da renda e maior consumo por parte das famílias. No entanto, com PIB baixo ou em recessão, significa menos emprego, menos renda e menor consumo.

Ao monitorar as expectativas desse indicador, o Banco Central pode tomar decisões de política monetária para mudar o cenário futuro.

Câmbio

O boletim Focus também monitora a taxa de câmbio. Ou seja, o preço de uma moeda estrangeira em relação ao real. No caso, a moeda estrangeira observada é o dólar.

O câmbio é monitorado principalmente por conta das importações e exportações nacionais. Para um país exportador, uma taxa de câmbio alta ajuda a aumentar o PIB. Entretanto, para os importadores, pode prejudicar o lucro e até inviabilizar negócios.

Balança Comercial

Por fim, a balança comercial é a diferença entre importações e exportações. O objetivo é ter saldo positivo, ou seja, exportar mais do que importar. Dessa forma, o país ganha mais dinheiro para os investimentos internos.

Que horas sai o boletim Focus?

De acordo com o Banco Central, o boletim Focus é divulgado toda segunda-feira às 8h30.

Atualmente, cerca de 140 instituições financeiras estão cadastradas para participar do Sistema Expectativas de Mercado, que gera o relatório Focus.

Entre essas instituições estão: bancos, gestores de recursos, distribuidoras e corretoras, além de consultorias e até mesmo empresas não-financeiras.

A saber, as instituições financeiras não são obrigadas a contribuir com o sistema. No entanto, para se candidatar, a instituição precisa ter uma área de pesquisa e um profissional experiente responsável. Além disso, o Banco Central precisa avaliar previamente o currículo desse profissional.

Como se cadastrar no relatório Focus?

Para que você não perca nenhuma publicação do relatório Focus, é possível cadastrar o seu e-mail na lista do Banco Central.

Dessa forma, você receberá o boletim diretamente do Departamento de Estatísticas do Bacen.

  1. Em primeiro lugar, acesse o site do Boletim Focus – relatório de Mercado no portal do Banco Central;
  2. Em seguida, clique em “inclusão na lista de e-mail do Focus”;
  3. Logo depois, preencha as informações: e-mail, nome, instituição, telefone e idioma de preferência.
  4. Por fim, é só clicar em enviar. Você verá, na tela, uma mensagem de confirmação.

Conclusão

Por certo, as expectativas do mercado financeiro garantem um subsídio significativo para as decisões de política monetária. Justamente, por isso, o boletim Focus é tão importante.

Conforme dissemos, a divulgação do relatório Focus pelo Banco Central garante também aos investidores mais dados para fundamentar suas decisões.

Em conclusão, devemos ressaltar que o Boletim Focus não traz projeções do Banco Central, mas estimativas do mercado. Caso tenha interesse, você pode consultar as séries históricas de todas as estatísticas calculadas pelo Sistema Expectativas de Mercado.

Quer saber mais sobre o mundo financeiro e melhorar seus investimentos? Então seja um assinante da Finclass.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.