Home Agronegócio Cacau bate recorde e café e açúcar fecham em queda

Cacau bate recorde e café e açúcar fecham em queda

O cacau maio em Londres caiu 69 libras, ou 1,2%, para 5.760 libras por tonelada

por Reuters
0 comentário

Os futuros do cacau em Londres e Nova York atingiram recordes na bolsa ICE nesta quarta-feira, sem alívio à vista para a redução dos suprimentos da África Ocidental, enquanto o café e o açúcar fecharam em baixa.

Cacau

O cacau maio em Londres caiu 69 libras, ou 1,2%, para 5.760 libras por tonelada, depois de estabelecer um recorde a 5.873 libras.

O cacau maio em Nova York caiu 0,2%, para 7.035 dólares por tonelada, depois de atingir um recorde de 7.221 dólares.

A Costa do Marfim e o segundo maior produtor, Gana, estão em meio à pior safra dos últimos anos, e estima-se que as chegadas da Costa do Marfim tenham caído mais de 28% em relação à temporada passada.

Algumas fábricas de cacau na Costa do Marfim e em Gana interromperam ou cortaram o processamento porque não têm dinheiro para comprar amêndoas, disseram quatro fontes comerciais à Reuters.

(Imagem: Reprodução/Reuters/Cacau em fazenda na Costa do Marfim)
(Imagem: Reprodução/Reuters/Cacau em fazenda na Costa do Marfim)

O meteorologista Maxar disse que as chuvas devem aumentar na Costa do Marfim e em Gana até sábado, o que atrasará a colheita, mas melhorará as perspectivas para a próxima safra.

Café

Café robusta maio fechou em baixa de 47 dólares, ou 1,4%, a 3.260 dólares a tonelada.

Os suprimentos no Vietnã, principal produtor de robusta, continuam extremamente apertados, com rumores de que os agricultores têm menos de um quarto de sua safra 2023/24 restante e ainda faltam seis meses para a nova safra.

O café arábica maio caiu 1,7%, para 1,8265 dólar por libra-peso.

(Imagem: Reprodução/Freepik/@vecstock)
(Imagem: Reprodução/Freepik/@vecstock)

Os estoques de arábica na bolsa ICE atingiram o maior nível desde outubro, 458.107 sacas, com mais de 170.000 sacas pendentes de recomendação.

Açúcar

O açúcar bruto maio fechou em alta de 0,04 centavo, ou 0,2%, a 21,93 centavos de dólar por libra-peso.

Os comerciantes disseram que a produção maior do que o esperado na Ásia está exercendo alguma pressão no mercado.

Um importante órgão da indústria indiana elevou sua estimativa de produção de açúcar para 2023/24 de 33,05 milhões de toneladas para 34 milhões de toneladas.

A Índia é o segundo maior produtor de açúcar do mundo.

Cana-de-açúcar na Índia (Imagem: REUTERS/Rupak De Chowdhuri)
Cana-de-açúcar na Índia (Imagem: REUTERS/Rupak De Chowdhuri)

“A Tailândia já acumula 8,5 milhões de toneladas de açúcar produzido, surpreendendo parte do mercado que imaginava uma safra menor que 8 milhões de toneladas”, disse a corretora StoneX.

O açúcar branco maio caiu 0,2%, para 614,60 dólares a tonelada.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Assine a newsletter “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.