Home Economia e Política Girão cobra distribuição de vacina contra dengue já aprovada pela Anvisa

Girão cobra distribuição de vacina contra dengue já aprovada pela Anvisa

O problema é que o Brasil apresentou um aumento significativo de dengue no primeiro semestre de 2023

por Agência Senado
0 comentário
(Imagem: Pixabay)

O senador Eduardo Girão (Novo-CE) cobrou em pronunciamento no Plenário na terça-feira (4) a rápida distribuição, pelo governo, da vacina contra dengue já aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Para Girão, o governo federal não demonstra “nenhum interesse em incorporar a vacina ao Sistema Único de Saúde [SUS]”. Ele ressaltou que a Anvisa já aprovou o registro da vacina Qdenga, com indicação para a população de 4 a 60 anos, mas ainda aguarda a análise da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (Conitec). 

O problema é que o Brasil apresentou um aumento significativo de dengue no primeiro semestre de 2023. Foram quase 160 mil casos entre janeiro e fevereiro de 2023, um aumento de 46% em relação ao mesmo período de 2022.

Diante disso, não se justifica, absolutamente, que o governo Lula protele a distribuição da vacina para favorecer a do Butantan, que ainda deve demorar no mínimo mais dois anos. […] Quem vai se responsabilizar por mortes por dengue nesse período? disse Girão, segundo o qual o governo federal prefere aguardar para distribuir a vacina contra a dengue que será produzida pelo Instituto Butantan.

O senador lembrou a pressão da mídia e do oposição ao governo Bolsonaro para a compra de vacinas durante a pandemia de covid-19. Para ele, porém, o mesmo não ocorre no caso da dengue.

Girão ressaltou que a doença tem risco de complicações e pode levar à morte: mais de mil pessoas morreram no Brasil vítimas de complicações da doença em 2022.

O que se espera é o mínimo de coerência deste governo, já que, em 2021, durante a CPI da Pandemia, o PT foi justamente o partido que mais cobrou aquisições da vacina a qualquer preço.

Neste aspecto eu concordo: o preço de cada vida não existe, são vidas, são pessoas chorando, são famílias. Por que agora é diferente? É porque mudou o governo, porque virou situação? […] Ainda há tempo de o governo Lula corrigir esse grave erro, diminuindo a dor e a morte de milhares de brasileiros […] Por que dois pesos e duas medidas numa situação que se refere a vidas humanas? — questionou.

Sobre Nós

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.  Saiba Mais

Mail Dinheirama

Faça parte da nossa rede “O Melhor do Dinheirama”

Redes Sociais

© 2023 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.