Home Economia e Política Lei reconhece Nova Friburgo como ‘Suíça Brasileira’

Lei reconhece Nova Friburgo como ‘Suíça Brasileira’

Os primeiros imigrantes suíços chegaram entre 1819 e 1820 e se instalaram na região

por Agência Senado
3 min leitura

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou a Lei 14.910, 2024, que concede ao município de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, o título de “Suíça Brasileira”.

O município foi criado no contexto da imigração suíça para o Brasil, no século 19. A nova lei foi publicada na edição do Diário Oficial da União desta terça-feira (2).

A iniciativa teve origem no PL 6.207/2023, projeto de lei da Câmara dos Deputados. No Senado, essa proposta recebeu parecer favorável do senador Romário (PL-RJ) na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE).

Quando apresentou o projeto, o deputado federal Sóstenes Cavalcante (PL-RJ) argumentou que o título seria um incentivo ao turismo e também o reconhecimento da identidade cultural do município.

Já para Romário, a proposta se justifica pela fundação da Colônia de Nova Friburgo, considerada o marco inicial da imigração suíça no Brasil. 

Os primeiros imigrantes suíços chegaram entre 1819 e 1820 e se instalaram na região, localidade de clima ameno e paisagens montanhosas que lembrava o ambiente alpino do país europeu.

Em homenagem ao Cantão de Friburgo, de onde quase metade dos colonos era originária, foi atribuído o nome de Nova Friburgo à sede da povoação — destacou o senador em maio, quando a matéria foi aprovada na CE.

Na ocasião, Romário também afirmou que a cidade mantém viva a cultura e tradições de seus fundadores por meio de festivais gastronômicos e feiras.

Ele também ressaltou que a legislação estadual já havia conferido título semelhante à cidade.

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.