25 abr Ações e Derivativos Educação Financeira

Viva a taxa de administração!

Antonio comenta: “Navarro, você e muitos outros autores enfatizam muito a questão da taxa de administração e a necessidade de fugir delas. Até que ponto podemos considerar uma taxa alta ou não? Como avaliar se vale a pena investir ainda que a taxa seja maior que 1% ou 2%? Ah, parabéns pelo blog e pela […]

por Conrado Navarro
há 7 anos

Juros e TaxasAntonio comenta: “Navarro, você e muitos outros autores enfatizam muito a questão da taxa de administração e a necessidade de fugir delas. Até que ponto podemos considerar uma taxa alta ou não? Como avaliar se vale a pena investir ainda que a taxa seja maior que 1% ou 2%? Ah, parabéns pelo blog e pela vontade em compartilhar seu conhecimento, isso não é comum. Sucesso e obrigado”.

Antonio, tudo bem? Obrigado pelo incentivo e pela confiança. Sua questão é muito interessante e pertinente. Para esta avaliação, nada melhor que uma calculadora e alguns conhecimentos simples de matemática. Basicamente o que se pretende é conseguir ganhos líquidos interessantes ainda que pagando algo para a instituição financeira, certo? Sim, isso é possível.

O caso típico que sempre utilizo para ilustrar esta relação é o dos fundos de renda variável (ações). Nem todo mundo possui conhecimento, possibilidade ou interesse em ingressar diretamente no mercado de capitais, embora o sistema home broker* tenha facilitado muito tal operação. Neste caso, existem fundos interessantes e que, mesmo cobrando taxas um pouco mais altas, garantem bom retorno no longo prazo. Vamos observar esta afirmação matematicamente?

Tomemos o fundo BB Ações Dividendos, que possui taxa de administração de 2% ao ano. Sua rentabilidade anual acumulada até agora é de aproximadamente 10,5%. Portanto ele já rendeu 8,5% em 2007. Não é um ótimo rendimento para apenas quatro meses? Se estamos falando de renda variável e a volatilidade é maior, o cenário pode se alterar. Mas é consenso que no longo prazo esta pode ser uma aplicação e tanto. Um fundo como este rendeu, nos últimos 3 anos, mais de 150%. Que tal?

Fundos com rentabilidade baixa ficam muito comprometidos quando a taxa de administração é muito alta. Não é óbvio? Bom, ficar de olho na taxa de administração é sim muito importante. Mas ficar de olho na conta matemática inerente ao processo de tomada de decisão é ainda mais importante. O que interessa não é dinheiro no bolso? Se você não pode, ou não quer, aprender a investir diretamente na Bolsa, produtos como o que citei acima são bastante interessantes, especialmente no longo prazo.

É importante salientar que não estou indicando este ou aquele produto. Mais uma vez caimos na questão matemática e a decisão é só sua. Comemore comigo: viva a taxa de administração. Alguns economistas vão me criticar, mas isso faz parte. Ah, eles criticam mas também aplicam nestes produtos. Isso, já não consigo explicar. Abraços.

*Home broker: Segundo definição da própria Bovespa, o home broker é o instrumento que permite a negociação de ações via Internet. Ele permite que você envie ordens de compra e venda de ações através do site de sua corretora na internet.

Conrado Navarro

Educador financeiro, tem MBA em Finanças pela UNIFEI. Sócio-fundador do Dinheirama, autor dos livros "Dinheiro é um Santo Remédio" (Ed. Gente), “Vamos falar de dinheiro?” (Novatec) e "Dinheirama" (Blogbooks), autor do blog "Você Mais Rico" do Portal EXAME e colunista da Revista InfoMoney. No Twitter: @Navarro.

Leia todos os artigos de Conrado Navarro
  • charles

    olá, acabei de conhecer seu blog pelo rec6. Assinei seu rss, e li alguns posts.
    parece muito bom seu blog.
    fwl

  • Navarro

    Olá Charles, seja bem vindo! Obrigado pelas palavras. Qualquer dúvida ou sugestão, fique à vontade para enviar seu e-mail. O blog é novo mas o material é criado com muita dedicação. Um abraço.

  • Ronaldo Bastos

    Navarro,
    Achei interessante este tema da taixa de administração pois hoje em dia eu posso dizer que a única coisa que me desanima a pesquisar os fundos de renda fixa são as taxas.
    Eu comprei um carro a pouco tempo e estou ainda montando o meu colchão fincanceiro….por enquanto…deixo meu dinheiro na poupança mesmo, pq acho que como a quantia é relativamente pequena não acho que vale a pena ficar esquentando a cabeça com o fato de que eu poderia estar ganhando um pouco mais em um fundo DI, até mesmo porque eu sempre fico preocupado em investir um dinheiro agora e ter que sacá-lo antes do programado por qualquer motivo(tudo bem..um pouco mais de planejamento me ajudaria bastante).
    No fringir dos ovos.. a minha pergunta é simples…a partir de que ponto vale a pena investir nesse tipo de fundo com as suas taxas(IOF e administração) a deixar o dinheiro quieto na poupança até partir para uma estratégia mais arriscada(ações)!?

  • Ronaldo Bastos

    apenas completando…
    no fundo eu acho q tenho é um pouco de medo de perder com um fundo desses por causa destas taxas..

  • Navarro

    Ronaldo, entendo sua preocupação. A resposta é simples: você precisa fazer contas. Exemplo: Se um fundo de renda fixa rende 12% ao ano e cobra taxa de administração de 4%, seu rendimento cai para 8% ao ano. Tirando ai o IR de 20% (exemplo), o rendimento líquido cai para quase 6,5% ao ano. A poupança pode render mais no mesmo período, pois ela não tem incidência de IR nem taxa de administração. A chave é fazer conta e tudo fica claro. Deu pra entender?
    O IOF é cobrado apenas nos primeiros 30 dias, de maneira regressiva. Portanto se você aplicar seu dinheiro em um fundo e deixá-lo por mais de 30 dias, não haverá cobrança de IOF. Obrigado pela visita e pelo comentário. Um abraço.

  • Marcelo

    Muito legal este blog, parabéns. Gostaria de saber se os fundos de ações da vale do rio doce são uma boa opção. Desde já obrigado e um grande abraço.

  • Pingback: Vai se envolver com ações? Ação! : Dinheirama - Investimentos, educação financeira, ações

  • http://www.webnatal.com Yalli Oliveira

    Outra boa dica é acompanhar a Revista Você S/A da Editora Abril. Esse mês, a revista trouxe como Assunto de capa as seguinte Matérias: “Ganhe Dinheiro na Bolsa – As 100 Melhores Ações”, “Os setores em alta”, “O Bé-á-bá” para iniciantes”. Acompanho a revista e, sem sombra de dúvida, vocês encontraram excelentes reportagens.

  • scooty

    Gostaria de esclarecer uma dúvida: nos fundos de investimentos a taxa de administração é cobrada sobre o valor do patrimônio ou sobre a rentabilidade? Acho que é sobre a rentabilidade anual do fundo, mas li em algum outro lugar que fazia referência ao valor do patrimônio.

    Quando o valor da taxa de administração será debitado? E se for feito um resgate integral sobre o valor aplicado durante 11 meses?

    Parabéns pelos artigos !

  • http://endinheirado.wordpress.com Arthur Gouveia

    Scooty,

    A taxa de administração é cobrada diariamente (a cada dia útil). Ela é descontada do rendimento que o banco te apresenta em cada extrato. Se seu fundo rende 2% em um dia a taxa de administração já está considerada neste rendimento. O Krop fez um belo esclarecimento sobre este assunto em http://dinheirama.com/blog/2007/09/10/fundo-de-investimento-raio-x-i/

  • Luiz R Gomes

    Será que os fundos de longo prazo como o CAIXA FIC PREFIXADO RF LP voltaram a render como no inicio do ano, pois desde maio o rendimento caiu e muito.
    Ou vale mais a pena aplicas no FIC Executivo RF Longo Prazo, que é um fundo “tradicional”.

  • Everton

    Qual o valor da taxa IOF hoje?.

  • Pingback: Como começar a investir em ações | Dinheirama - Economia, Investimentos e Educação Financeira ao alcance de todos

  • http://www.dougdudu.cjb.net douglas

    ola

    parabens pelo seu blog

    poderia me dizer se 1,5% ao ano é ua boa taxa
    para um investimento fundo de ações petrobras ?
    o banco que vai cobrar isso,,, mas tenho tantas duvidas peguntei um tanto la rsrs, mas ainda tenho,,, tipo esse 1,5 e cobrado ao ano no valor total que vou ter ou apenas sobre a porcentagem que ganhei?,, poderia me dar algumas dicas,,, ou algum clube de investimento seguro?

    grato desde ja