Quem é que nunca levou um bom tempo para se encontrar – ou encontrar alguma coisa – em meio à bagunça? Já aconteceu comigo e certamente já aconteceu com você.

O problema é quando isso começa a acontecer sempre, pois, além da perda de tempo, a desorganização também pode levar à perda de dinheiro. E isso ninguém quer, não é?

Quando resolvi escrever este artigo, me vieram à mente algumas situações e pessoas.

Confesso, inclusive, que já sofri um tanto por conta da bagunça de uns e outros, por isso acho que vale a pena tratarmos do tema com o carinho e a importância que ele merece!

E como não adianta apenas criticar sem ajudar, pedi auxílio à Emília Ventura, que é personal organizer, para dar dicas a quem quiser começar a se organizar melhor e parar de ter problemas com tempo e dinheiro por conta da desorganização! Vamos lá?

eBook gratuito recomendado: Educação Financeira no Ambiente de Trabalho

  1. Você não acha nada no armário e nem no guarda-roupa

Uma pessoa bagunceira geralmente deixa as coisas em qualquer lugar, sejam coisas novas ou usadas. Isso significa que aquela camiseta recém-comprada pode ir parar em uma gaveta qualquer e simplesmente sumir de vista.

Isso também vale para as compras de alimentos, produtos de higiene e qualquer outra coisa. Muitas vezes você acha que não tem roupa ou até sabe que tem, mas não sabe onde está aquela determinada peça, e aí, o que acontece? Você se pega comprando de novo aquilo que você já tem em casa! Não é um desperdício?

E o que dizer das compras de alimentos e afins que vão parar em qualquer lugar na cozinha, na área de serviço ou no banheiro?

Neste caso é fácil deixar passar a validade dos produtos ou até ter que comprar de novo aquele item que você até pegou no supermercado, mas sinceramente não sabe onde foi parar. Que tal começar a levar isso em conta e passar a se organizar? Seu bolso também agradece!

Dica da Emília Ventura, Personal Organizer

Se possível, desfaça-se das roupas que não usa há mais de um ano ou não servem mais para o seu corpo.

Separe as peças que ficaram por categorias, como por exemplo: um grupo de camisetas, camisas, calças, roupas íntimas e etc. Depois, guarde-as em lugares bem definidos e visíveis.

O que usar com menos frequência pode ser guardado em lugares mais altos. Com o closet organizado, você achará tudo com facilidade em menos tempo e não sofrerá com a síndrome de “não ter roupa”.

Canal de vídeos recomendado: TV Dinheirama, o seu canal de educação financeira

  1. Você esquece o prazo dos pagamentos e perde as contas

Lidar com contas pode ser uma tortura para quem não consegue se organizar. Os papeis vão chegando, se acumulam sobre a mesa, vão parar em gavetas diferentes, e quando você vê já se esqueceu de algum prazo de pagamento e vai ter que pagar juros à toa. É revoltante, não é?

Em alguns casos não faz muita diferença, mas e quando os juros acrescidos são altos? E quando é uma multa que teria 20% de desconto se fosse paga até o dia X e você simplesmente não pagou por que esqueceu?

Talvez esteja na hora de por tudo isso em ordem para evitar perder prazos importantes por pura falta de organização.

Dica da Emília Ventura, Personal Organizer

Use a agenda virtual do Google ou a do seu celular e coloque alarme nas datas dos pagamentos das suas contas, assim você será lembrado com o alerta no visor do dispositivo.

Caso prefira papel, você pode imprimir um calendário mensal ou, se já tiver um na mesa de trabalho, marque um X nas datas de seus pagamentos, assim estarão sempre à vista.

  1. Você leva mais tempo para se arrumar do que o normal

Você já se atrasou demais para um compromisso importante simplesmente porque demorou demais para se arrumar já que não encontrava as coisas que queria?

Já conheci alguém que ia para o aeroporto pegar um voo internacional e simplesmente esqueceu o passaporte, tendo que pegar novo táxi para ir até em casa e correr o risco de perder a viagem também.

Ok, essas coisas podem acontecer! Somos humanos. Mas o problema é quando se tornam frequentes demais.

Atrasar-se muito para um compromisso profissional, por exemplo, pode levá-lo até mesmo a perder potenciais clientes, então o prejuízo pode ser grande. E fazer todo mundo ficar esperando porque não consegue se arrumar a tempo? Não é legal e você perde pontos.

Dica da Emília Ventura, Personal Organizer

Crie o hábito de se arrumar com antecedência, de preferência de 30 minutos a 1 hora antes do compromisso. Nesse tempo, você conseguirá se arrumar com tranquilidade, desde banhar-se até escolher a roupa, beliscar algo, arrumar a bolsa e pegar a condução.

É muito melhor chegar 5 minutos antes a um compromisso do que atrasado, esbaforido e estressado.

eBook gratuito recomendado: Ter uma Vida Rica Só Depende de Você

  1. Perde coisas importantes, como documentos e comprovantes

Finalmente vamos falar de documentos, exames, comprovantes e outras coisas importantes que precisam estar bem organizadas para não sumirem em meio à bagunça.

Confesso que já perdi um exame exatamente na data em que precisava levá-lo ao médico e passei a tomar muito mais cuidado com isso!

Imagine a perda de tempo e de dinheiro em ter que refazer uma carteira de motorista, um RG ou um diploma da faculdade simplesmente porque você não consegue encontrá-lo?

Dica da Emília Ventura, Personal Organizer

Organize os documentos em pastas com elásticos, pastas suspensas, pastas sanfonadas ou pastas no estilo A a Z e categorize/etiquete. Pode ser por exemplo: notas fiscais, contratos, contas pagas, etc.

Você também pode organizá-los no computador ou em nuvem caso tenha um perfil mais digital. Essa organização dará um pouco de trabalho no início, mas em compensação você economizará tempo para achar os documentos em uma emergência, pois já estarão em ordem.

O melhor de tudo é que nunca mais precisará passar pelo sofrimento de ter que refazer a papelada perdida!

Janaína Gimael
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários

  • Rupert

    isso vai me ajudar fazer menos bagunça !