Olá amigo leitor do Dinheirama, chegamos com mais uma edição dos “Vídeos da Semana”! É o momento de revermos os vídeos que foram ao ar em nosso canal no Youtube na semana que passou.

Se você perdeu, agora poderá contar com esse resumão e começar a semana com os melhores vídeos de educação financeira.

Importante: Não deixe de acessar e se inscrever gratuitamente em nosso canal (clique aqui)

Acompanhe os vídeos dessa semana:

Acorde! Você não vai Ficar Rico agindo como um Idiota

Você certamente já ouviu a máxima que diz que “errar é humano, mas persistir no erro é burrice”, certo? Pois é, com dinheiro a realidade é bem assim. Errar faz parte, mas passar a vida inteira insistindo nos mesmos erros é idiotice, para dizer o mínimo.

Agir feito um idiota não é legal em nada na vida. Agir feito um idiota com as finanças significa que você não dá a mínima para os seus sonhos e suas prioridades. Pois é, você não é assim, não é mesmo?

O planejamento financeiro, o controle das finanças pessoais, a decisão de investir para ficar rico e acumular patrimônio, a busca por liberdade e independência financeira, tudo isso é justamente o oposto de agir feito um idiota. E precisamos discutir tudo isso com cuidado.

Suas decisões financeiras são também um reflexo de seu atual nível de interesse pelo assunto, portanto o primeiro passo para mudar o rumo das coisas é passar a enxergar o dinheiro como um aliado no processo de mudança e realização pessoal.

Conheça as principais vantagens de não agir feito um idiota em relação ao seu dinheiro:

  • Você enriquece mais rápido;
  • Você tem mais qualidade de vida;
  • Você tem mais tempo livre;
  • Você cria alternativas de renda extra (e passiva);
  • Você deixa de pagar juros e se liberta do endividamento.

Sua vida financeira depende de você acreditar nela. Parece óbvio, mas a maioria ainda trata o dinheiro feito um idiota. Chega!

Como conquistei minha Independência Financeira (você também consegue!)

Ficar rico, ganhar muito dinheiro, enriquecer, conquistar a independência financeira, alcançar o sucesso nas finanças, tem muita gente falando bobagem quando o assunto é realmente alcançar o objetivo nobre de ser financeiramente livre.

Ah, sim, também tem muita gente mentindo sobre ficar rico, como se bastasse investir para chegar lá. Como assim? Pois é, precisamos falar seriamente sobre independência financeira e nada melhor que um pouco da minha história pessoal para começarmos.

Eu acredito muito no poder transformador da educação financeira, na importância de lidarmos bem com as finanças pessoais, de fazermos investimentos regularmente e de lidar bem com as emoções. Mas só isso não basta para enriquecer, e tenho certeza de que você concordará comigo.

De certa forma, o recado mais importante deste papo de hoje tem a ver com frustrações, risco, o cuidado com as aparências (e status) e a sempre presente necessidade de ter disciplina e foco nos objetivos e prioridades.

Eu aprendi cinco coisas na minha jornada. Aprendi a:

  • Agir de forma discreta é mais produtivo que ser barulhento;
  • Investir com inteligência (e sempre);
  • Sempre buscar interação e aprendizado com pessoas diferentes;
  • Arriscar (muito);
  • Aprender com os erros (meus e dos outros).

Se você quer mesmo atingir a independência financeira, prepare-se para agir além do dinheiro. Seu comportamento tem um papel fundamental neste caminho.

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários