Falamos muito sobre Educação Financeira no Dinheirama. Mas também falamos sobre metas, sonhos e propósitos porque enriquecer está igualmente relacionado à forma como enxergamos o dinheiro e como nos sentimos verdadeiramente ricos na vida (o que nem sempre tem a ver com dinheiro!). A forma como pensamos e agimos é fundamental para a conquista do que queremos e, em alguns momentos, é importante que a gente transforme aquela energia de derrota, ruim, pesada e triste em uma energia melhor, mais próspera. Já sentiu essa necessidade?

Recentemente fui para a Chapada dos Veadeiros, em Goiás. Durante 5 dias fiquei sem um computador, tendo me organizado bastante antes para conseguir essa proeza, já que geralmente estou sempre conectada! E durante estes 5 dias pude restaurar boa parte das minhas energias para recomeçar novamente um outro ciclo, afinal, o que é a vida senão uma série de ciclos que vivemos o tempo todo, um atrás do outro, não é verdade?

Muitas vezes é preciso parar, reconhecer, observar se estamos no caminho que desejamos e somente aí seguir em frente. Esqueça a manada ou aquele negócio de seguir para onde a vida te levar, pois você pode acabar fazendo uma série de coisas sem sentido e acabar se arrependendo lá na frente!

Mas o que fazer quando a nossa energia não nos ajuda a seguir adiante? A resposta é: trabalhar para mudá-la o quanto antes, e felizmente há uma série de alternativas para se fazer isso. Quem diz, por exemplo, que estar em contato com a natureza ajuda a melhorar a energia está certíssimo. Assim como realizar coisas que gostamos, estar próximas das pessoas que amamos, aprender coisas novas, realizar um trabalho com sentido e muitas outras alternativas.

Desta vez vamos refletir sobre a necessidade de mudarmos nosso rumo energético quando a coisa não está lá tão boa assim. Afinal, é fácil a gente se irritar quando perde dinheiro em um investimento, quando o trabalho não está dando certo, quando levamos uma bronca do chefe, quando estamos perdidos na vida. Mas é fundamental, e só depende de nós, inverter o rumo da coisa para voltarmos ao eixo, combinado?

Separei algumas dicas para mudarmos e melhorarmos a nossa energia sempre que necessário. Acredite que este tipo de ação impactará positivamente todo o restante do que precisa fazer, por isso é muito importante tomar ciência da sua responsabilidade perante a própria vida e agir diferente. Como dizem por aí, não somos responsáveis por aquilo que nos acontece, mas sim pela forma como agimos diante do que nos acontece. Vamos lá?

1.Aproveitar para jogar fora ou separar para doação o que não usa

Quando acumulamos coisas demais e está tudo uma bagunça, seja em casa ou no trabalho, é provável que esta bagunça também cause reflexos na forma como nos sentimos. Aproveite para fazer uma “faxina” no ambiente e na mente tirando da frente as coisas que não usa mais. Além da doação ser uma ferramenta muito positiva para estimular a prosperidade, você ainda vai se sentir melhor em um ambiente mais organizado.

2.Vá se exercitar

Funciona muito comigo. Sempre que estou com uma energia que não está lá essas coisas procuro fazer ao menos uma caminhada. Na volta já sou outra. Se você tiver a felicidade de ter um parque perto, aproveite para ir a pé até lá e se exercitar um pouquinho. Ou faça qualquer outra atividade para se mexer, mesmo que seja dançar em casa ouvindo uma música que lhe agrade.

3.Aproxime-se de mentes positivas

Se você está para baixo e procura aqueles amigos derrotistas, vitimistas e que vão colaborar para ampliar ainda mais essa energia de derrota, saiba que está fazendo o oposto do que deveria. Nestas horas procure aproximar-se de pessoas que pensam de forma positiva e que podem ajudá-lo a ver a situação de outra forma, lembrando que amanhã é um novo dia.

4.Faça uma lista do que há de bom ao seu redor

Se algumas coisas estão dando errado no momento, certamente há outras que estão dando certo. Escreva estas últimas em um papel e procure focar mais naquilo que lhe desperta gratidão e não falta.

5.Apenas pare para apreciar

Finalmente, se você está com a energia tão baixa que a vontade é simplesmente não fazer nada, apenas pare e aprecie. Quando era criança, lembro que ficava um tempão observando as formigas no quintal de casa. Qual criança nunca fez isso, não é? E por que algo tão simples pode gerar reflexões? Porque na rotina estressante em que vivemos muitas vezes nos esquecemos de contemplar o simples, o que está aí ao nosso redor. E a própria natureza, com seus dias de sol e chuva, nos ensina que nada é para sempre, que tudo muda.

As próprias formigas – tão pequenas e muitas vezes carregando com esforço folhas pesadíssimas – nos lembram que às vezes, quando o fardo está grande, é preciso seguir em frente e continuar acreditando. É um exemplo simples e infantil, verdade, mas quem disse que às vezes não precisamos voltar lá na infância por alguns minutos e relembrar destas coisas para ganhar um fôlego? Tenha certeza que a sua energia vai melhorar e já estará pronto para todos os desafios novamente! Vamos juntos?

Janaína Gimael
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários