Bolsa de Valores: acerte na escolha da sua corretora para investirUma das dúvidas recorrentes de nossos leitores diz respeito à escolha da “melhor corretora” para começar a investir em ações. Apontar uma ou outra empresa seria irresponsabilidade de nossa parte, então optamos por construir o conhecimento que deve auxiliar o investidor a se decidir de acordo com seus planos pessoais e estratégias de investimento.

Não é novidade que existem corretoras mais voltadas para aqueles que gostam de investir usando Análise Técnica. Da mesma forma, algumas corretoras oferecem avaliações mais detalhadas sobre os fundamentos das empresas e trabalham com carteiras recomendadas de prazos mais longos, favorecendo investidores de longo prazo.

Nosso trabalho é construir a resposta para a pergunta “como começar a investir e escolher uma corretora” de forma inteligente e de acordo com o seu perfil. Publicamos na semana passada o excelente artigo “Bolsa de Valores: Como ficar longe de uma corretora ruim”, de Hugo Teixeira.

Como escolher a corretora, então?
Esta semana trazemos para você alguns comentários de Diego Wawrzeniak, sócio do excelente site Bússola do Investidor (nosso parceiro de longa data) ao lado do amigo Frederico Skwara – que inclusive já escreveu publicou alguns artigos por aqui sobre imposto de renda e ações. Conversei com o Diego e relato abaixo suas contribuições:

Diego, escolher uma corretora é uma decisão difícil?

Diego Wawrzeniak: A escolha da corretora é a primeira grande decisão que o investidor deve tomar e requer bastante atenção. Atualmente, existem mais de 80 corretoras cadastradas na BM&F Bovespa e o que cada uma delas oferece a seus clientes pode variar enormemente.

O que o investidor deve observar e comparar antes de decidir-se por alguma corretora?

D. W.: Existem vários fatores que devem ser levados em conta na hora de escolher uma corretora, porém os principais são preço, atendimento, ferramentas e serviços. Vou detalhar melhor esses itens:

  • Preço: os valores cobrados por cada corretora variam bastante. Algumas corretoras chegam a cobrar R$ 50,00 por ordem executada, enquanto outras cobram menos de R$ 5,00. Embora seja tentador, não faça sua escolha baseada somente no preço! Um atendimento ruim ou ferramentas limitadas pode custar muito caro na hora de investir;
  • Atendimento: a disponibilidade da corretora para atender seus clientes e a qualidade do atendimento faz uma enorme diferença principalmente na hora de resolver problemas;
  • Ferramentas: boas ferramentas são fundamentais para auxiliar as decisões de investir e podem fazer uma grande diferença no retorno do investidor. Alguns home brokers, por exemplo, são bem básicos, enquanto outros oferecem ferramentas gráficas, relatórios de mercado, análises de empresas, calculadoras, indicadores, acompanhamento de trades ao vivo, chat com analistas etc;
  • Serviços: serviços complementares também fazem uma grande diferença e, assim como os demais critérios, variam bastante, principalmente na qualidade. A divulgação de carteiras recomendadas e a qualidade dos relatórios, por exemplo, devem ser consideradas. Peça para receber um relatório antes de abrir sua conta e veja se a análise realizada é suficiente para você.

Sei que vocês tem uma novidade interessante para o investidor interessado em escolher melhor a corretora. Vocês lançaram o Guia de Corretoras BM&F Bovespa, uma ferramenta gratuita. Conte-nos mais sobre ela.

D. W.: Tentando facilitar um pouco a vida dos investidores, criamos o Guia de Corretoras da BM&F Bovespa, que permite comparar lado a lado as corretoras de valores. Entre outras informações, lá você irá encontrar as taxas cobradas, os serviços oferecidos e até mesmo avaliações dos nossos usuários.

É possível ordenar e filtrar as corretoras segundo diferentes critérios e, de forma fácil, visualizar quais são as mais bem avaliadas, quais cobram menos taxa de custódia ou quais oferecem aplicativos mobile, por exemplo. O acesso é gratuito: www.bussoladoinvestidor.com.br/guia_corretoras/

O investidor tem cada vez mais aliados
Iniciativas de educação financeira devem ser sempre apoiadas e divulgadas. Particularmente, fico muito orgulhoso de ver colegas de trabalho criando ferramentas úteis e que agregam valor ao dia a dia do pequeno investidor – e o fazem de forma gratuita. Parabéns aos amigos do Bússola do Investidor!

A você, leitor do Dinheirama, desejo cada vez mais sucesso com seus investimentos e planejamento financeiro. Reitero nosso compromisso de trazer conteúdo de qualidade para auxiliá-lo nesse caminho. Aproveite e ajude a divulgar nosso site para seus amigos. Até a próxima.

Foto de sxc.hu.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários