Home Finanças Pessoais Como investir na bolsa de valores – passo a passo

Como investir na bolsa de valores – passo a passo

Não importa se você é um investidor iniciante ou experiente, investir na bolsa de valores sempre traz dúvidas. Acesse e veja o passo a passo.

por Redação Dinheirama
3 min leitura

É provável que você já tenha ouvido falar em ações e fundos de investimentos. E para acessar esse universo, é preciso saber como investir na Bolsa de Valores

Chamamos esse tipo de investimento de renda variável. Isso porque, ao contrário de investimentos em renda fixa, nos quais você já conhece a rentabilidade, na Bolsa não há garantias.

Você pode lucrar com a valorização de uma ação, por exemplo, mas também pode sair no prejuízo caso ela se desvalorize. 

Tudo é uma questão de paciência e compreensão sobre o mercado. Afinal, você precisará ter resiliência para não se desesperar com as oscilações de preços das ações.

O que significa investir na bolsa de valores?

Investir na Bolsa de Valores significa fazer investimentos em empresas ou mercados (a partir de fundos). 

É possível investir na Petrobras, por exemplo, ou em um fundo do mercado imobiliário, mercado monetário, etc.

No momento em que você compra uma ação de uma empresa, se torna sócio dela. Claro, com uma parte mínima de uma grande companhia.

Assim, se a empresa se valoriza, tem bons resultados, a sua ação também se valoriza. Desse modo, você pode lucrar vendendo por um valor maior do que o que você comprou.

Existem também ações que distribuem dividendos, onde você recebe parte do lucro da empresa, de acordo com o seu número de cotas. Aqui, uma ação é igual a uma cota.

Por outro lado, no caso dos fundos de investimentos, você paga um gestor de investimentos para selecionar os ativos.

Existem fundos de investimentos focados em diferentes segmentos de mercados e estratégias. E a grande vantagem aqui é a diversificação, que te garante um pouco mais de proteção.

Como investir na bolsa de valores?

Ok, agora você já sabe o que é uma Bolsa de Valores: um grande mercado onde empresas vendem pequenos pedacinhos delas (ações). Mas como investir na Bolsa?

Para que você possa investir na Bolsa, é preciso abrir uma conta em uma corretora de valores. Hoje, existem diversas empresas desse segmento no mercado.

Logo após escolher uma corretora, você terá acesso aos produtos de investimentos pelo aplicativo no seu celular. 

Assim, basta transferir dinheiro da sua conta bancária para a conta da corretora e escolher as ações que desejar.

O que precisa?

Além de ter uma conta em corretora e dinheiro, é importante estudar sobre o mercado financeiro se você quer investir na Bolsa.

Existem diversas ferramentas de análises, com relatórios sobre o comportamento das ações das empresas. Nesse sentido, avalie bem antes de entrar para esse mundo.

Além disso, é importante saber escolher as ações que fazem sentido com os seus objetivos financeiros. 

Por exemplo, se você pretende ter renda, precisa escolher uma ação que gere dividendos altos. Mas se quiser lucrar com valorização, é melhor escolher uma que tenha potencial de crescimento.

Fora isso, sempre tenha uma reserva de emergência em renda fixa, como títulos do Tesouro Direto, CDBs, LCIs ou LCAs. Isso vai te render um colchão de segurança caso os investimentos na Bolsa demorem para dar retorno.

Assim, se uma ação que você comprou desvalorizar, você terá tempo para esperar ela valorizar novamente. Dessa forma, dificilmente perderá dinheiro.

É possível operar na bolsa com pouco dinheiro?

Sim, é possível operar na Bolsa com pouco dinheiro. Existem ações de diversos preços e também é possível ajustar a quantidade de cotas de acordo com o seu bolso.

É importante saber que as ações são negociadas em lotes padrões de 100 ações. Assim, se comprar a ação que está cotada em R$1, deverá desembolsar R$100.

Qual o valor mínimo para investir na bolsa de valores?

Não existe um valor mínimo para investir na Bolsa de Valores. Tudo depende do mercado, do preço das ações disponíveis. Contudo, podemos dizer que a partir de R$100 já é possível investir.

De acordo com a B3, o primeiro investimento da maioria dos novatos na bolsa tem sido na faixa de R$200.

Como investir em ações com 100 reais?

Com R$100 você precisará optar por um lote de ações que esteja a esse preço e estudar sobre a empresa em questão.

Caso ela, de fato, faça sentido para você, tenha um bom rendimento de dividendos ou grandes chances de valorização, pode ser uma boa compra.

Você pode acessar os preços das ações e informações sobre elas no aplicativo da corretora de valores desejada. 

Então, basta transferir o dinheiro na sua conta bancária para a conta da corretora. Em seguida, clique no comando de compra da ação e aguarde a comprovação da corretora.

Pronto, você já sabe como investir na Bolsa de Valores!

Investimentos na bolsa para iniciantes

Se você é um iniciante na Bolsa de Valores, é importante estudar sobre o mercado financeiro e as táticas de investimentos.

Antes de tudo, recomendo que você liste em um papel quais são os seus objetivos financeiros e o prazo deles.

É um investimento de longo prazo, para comprar uma casa? Ou você quer viajar daqui um ano? Tudo isso interfere na sua estratégia de investimentos.

Dessa forma, você deve escolher ações e fundos que façam sentido com a sua necessidade e jamais seguir a moda.

Uma ação que é muito boa para um amigo seu, pode não te gerar o retorno necessário, no tempo necessário, para os seus objetivos.

Por isso, antes de tudo, conheça a ação e a empresa que você está comprando.

Onde aprender a investir? 

Certamente existem muitos conteúdos que ensinam como investir na Bolsa e como funciona cada tipo de ação, inclusive aqui no Dinheirama.

Gaste o maior tempo possível estudando tudo isso antes de investir. Leia livros, assista vídeos e, se julgar necessário, busque ajuda de um profissional, o assessor de investimentos.

Além disso, comece aos poucos. Compre inicialmente uma ou duas ações e se acostume com as oscilações delas. Aos poucos, aumente sua carteira, sempre diversificando.

Passo a passo para investir na bolsa

Para investir na Bolsa, basta seguir o passo a passo:

  • Em primeiro lugar, escolha uma corretora de investimentos e baixe o aplicativo dela no seu celular;
  • Em seguida, realize o cadastro na corretora e habilite sua conta a partir do passo a passo indicado por ela;
  • Logo depois, transfira dinheiro da sua conta bancária para a sua conta da corretora;
  • Pelo aplicativo, acesse as opções de investimentos em renda variável, como são denominados os investimentos em Bolsa de Valores;
  • Pesquise sobre as ações que mais te interessam e avalie se elas estão alinhadas com os seus objetivos financeiros;
  • Por fim, faça uma ordem de compra da ação ou do fundo de investimentos pelo próprio aplicativo da corretora, utilizando o dinheiro que você transferiu para ela;
  • Pronto, você já investe na Bolsa! Agora acompanhe as ações, colha os dividendos e, quando desejar, as venda. Tudo pelo próprio aplicativo.

Investir na bolsa para longo prazo

Um ponto importante para a Bolsa de Valores é que, ao contrário do que muita gente pensa, o ideal é investir nela com foco no longo prazo.

Esqueça a ideia de ficar rico do dia para a noite com a valorização de um ativo. Isso pode até acontecer, mas é muito raro.

Quanto mais resiliência você tiver para enfrentar as oscilações da bolsa, melhor vai se dar nesse mercado.

Não invista na Bolsa um dinheiro que você vai precisar no curto prazo. Deixe esse dinheiro reservado em ativos que não tenham tanta oscilação, sejam mais conservadores e tenham boa liquidez.

Investindo na Bolsa o dinheiro reservado para objetivos de longo prazo você terá tempo suficiente para aguardar o melhor momento para colher valorização.

Dicas para investir na bolsa

Por fim, separamos algumas dicas para investir na Bolsa. Confira:

Cursos

Existem diversos cursos que podem te ajudar a investir bem na Bolsa de Valores. Tanto gratuitas quanto pagas, há alternativas voltadas para diferentes objetivos.

Confira algumas opções de cursos gratuitos sobre como investir na Bolsa de Valores:

  • Mercado de Ações no Brasil: esse curso da B3, a Bolsa de Valores brasileira, ensina como funciona o mercado de ações aqui no Brasil, trazendo um panorama histórico;
  • Diversificação de investimentos: também disponível na plataforma da B3, o curso aborda a importância de diversificar investimentos como forma de proteção. Ele traz os principais erros de um investidor iniciante e como não cometê-los.
  • Como Investir na Bolsa de Valores: oferecido pela Vou na Bolsa, é um curso introdutório que vai ensinar a investir do zero. Ele aborda os conceitos mais básicos e explica os diferentes tipos de ativos que existem na Bolsa;
  • Investindo em ações no exterior: é oferecido pela B3, a própria Bolsa de Valores. Ele ensina tudo que você precisa saber sobre BDRs, uma ferramenta para comprar ações de empresas internacionais;
  • Batalha dos investimentos – Renda Fixa X Renda Variável: também oferecido pela B3, o curso explica as diferenças entre renda fixa e variável, trazendo as vantagens e desvantagens de cada um desses setores.

Sites

Além do Dinheirama, que traz conteúdos sobre investimentos e finanças em geral, é legal acompanhar alguns outros sites.

Para aprender como investir na Bolsa, não deixe de conferir o site da B3, a Bolsa de Valores Brasileira. 

Outra fonte é o site da CVM, a Comissão de Valores Mobiliários, também deve estar entre os seus endereços mais acessados. 

A CVM é um órgão do governo federal que regula as transações na Bolsa.

Livros

Se você é fã de leitura e gosta de conteúdos mais aprofundados, vale conferir alguns livros sobre como investir na Bolsa de Valores. Aqui vão algumas sugestões:

  • O investidor inteligente, de Benjamin Graham: é um clássico do maior consultor de investimentos do século XX. Graham ensina como os investidores podem se proteger de cometer erros graves e como desenvolver estratégias de longo prazo;

Influenciadores

Hoje, existem muitos influenciadores digitais que falam sobre investimentos. Porém, é preciso selecionar quem é sério e responsável. 

Nada de seguir a onda, ok? Busque por informação e não pura influência. Aqui vão alguns nomes que são confiáveis:

É uma boa investir na bolsa?

A Bolsa de Valores é uma ótima oportunidade de investimento. Afinal, investindo nela você está movimentando a economia do país e ainda lucrando com o crescimento das empresas.

Contanto que você leve esse tipo de investimento a sério e o faça de forma responsável, é sim uma boa investir na bolsa.

No longo prazo, os resultados desse tipo de investimento certamente superam os de investimentos em renda fixa. Já que eles possibilitam grandes lucros.

Tudo é uma questão de equilíbrio e, aqui, leia “diversificação”. O ideal é que você dedique uma parte do seu patrimônio à renda fixa e a outra parte à renda variável.

Conheça também o seu perfil de investidor. Assim, ficará mais fácil saber se a Bolsa é ou não para você, e em que quantidade.

Conclusão

Por fim, saber como investir na Bolsa de Valores é um passo importante para entender como funciona o mercado financeiro.

Com esse tipo de investimento, em renda variável, você tem grandes chances de alavancar o seu patrimônio. No entanto, isso também exige responsabilidade.

Lembre-se de apenas investir na Bolsa depois que tiver uma reserva de emergência alocada em um investimento de renda fixa. Assim você garante a sua segurança.

Além disso, comece aos poucos e teste o mercado. Com o tempo, você ganha conhecimento e se torna mais confiante em relação às suas escolhas financeiras.

Dinheirama

O Dinheirama é o melhor portal de conteúdo para você que precisa aprender finanças, mas nunca teve facilidade com os números.

© 2024 Dinheirama. Todos os direitos reservados.

O Dinheirama preza a qualidade da informação e atesta a apuração de todo o conteúdo produzido por sua equipe, ressaltando, no entanto, que não faz qualquer tipo de recomendação de investimento, não se responsabilizando por perdas, danos (diretos, indiretos e incidentais), custos e lucros cessantes.

O portal www.dinheirama.com é de propriedade do Grupo Primo.