Se alguém te perguntar o que é Selic, o que você irá responder? Talvez algo como “é a taxa de juros do país”. Ok, mas o que isso significa? Afinal o que é a taxa Selic e como ela impacta diretamente a vida das pessoas?

Entender um pouco sobre a taxa Selic é importante para você administrar suas finanças pessoais e compreender como ela se relaciona de forma direta e indireta com o seu bolso e com a economia de toda a nação.

Selic é uma abreviação para o Sistema Especial de Liquidação de Custódia. Este é um sistema eletrônico, utilizado pelo nosso governo, sob a gestão do Banco Central. Ele existe para controlar a emissão ou negociação (compra e venda) de títulos.

Governos emitem títulos para arrecadar dinheiro. Quando você compra um título público Tesouro Selic, por exemplo, está emprestando dinheiro ao governo, que em troca paga juros para você.

Alguns títulos públicos do programa Tesouro Direto têm suas rentabilidades diretamente associadas à taxa Selic. No entanto, todos sofrem influência da Selic, ainda que indireta.

Temos basicamente três tipos de títulos públicos:

Indexados à taxa Selic (pós-fixados).
Indexados à inflação (pós-fixado com uma componente pré-fixada).
Prefixados.

No fundo a taxa Selic é a taxa média ponderada e ajustada dessas operações de empréstimos (ou financiamentos) por um dia.

Existem algumas razões importantes para que você fique de olho na taxa Selic. No vídeo acima, você vai conhecer 3 razões para acompanhar de perto e entender definitivamente tudo sobre a taxa Selic.

Razão 1: Ferramenta de política monetária
Razão 2: Direciona o investidor e o consumidor
Razão 3: Direciona o mercado

Redação Dinheirama
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários