Sabe aquelas pessoas de lua? Aquelas que num dia são as mais felizes e simpáticas da face da terra, mas no dia seguinte são as mais tristes e rabugentas? Pois é, o mercado financeiro é pior que isso.

O tal humor do mercado às vezes passa do céu para o inferno não de um dia para o outro, mas de uma hora para outra. Assim, o bom humor da manhã, levando suas ações a obter forte valorização pode dar lugar ao mau humor pela tarde, fazendo com que os lucros de até então transformem-se em prejuízos.

Se você já investe há algum tempo, sabe bem do que estou falando. A grande questão a ser respondida é: como você, enquanto investidor, pode aproveitar esse comportamento bipolar do mercado? Como fazer para turbinar seus rendimentos a partir desse viés temperamental do mercado financeiro?

Se você tem uma namorada ou namorado temperamental, você já sabe o que fazer. Aja da mesma forma que age com ele(a). Você certamente não aprecia muito a variação de humor da pessoa amada, mas simplesmente entende que ela é assim e aprendeu a conviver com isso.

Você gostaria que ela fosse uma pessoa constante, mas ela não é e ponto final. A essa altura do campeonato, você já deve saber que não adianta discutir, bater de frente, nem nada disso. O melhor a fazer é aceitar esse comportamento e manter uma distância segura em dias “difíceis” e saber aproveitar ao máximo os dias “de alegria”.

Você pode não saber, mas aquela pessoa “complicada” lhe deu uma importante lição sobre como agir diante do mercado financeiro. Perto dele, a sua namorada vai parecer a pessoa mais normal do mundo.

Vamos ao que interessa. A postura ideal para um investidor diante desse cenário seria:

  • Em momentos maníaco-depressivos: Mantenha-se afastado, só observando. Quando perceber que aquele surto neurótico está chegando ao fim, aproveite para comprar as pechinchas que estarão disponíveis a preços muito baixos, afina, o mau humor e pessimismo do mercado fez com que o valor das ações se depreciassem consideravelmente, gerando boas oportunidades para quem vislumbra um horizonte temporal mais longo;
  • Em momentos de grande euforia: Momentos como esses, em que a Bolsa de Valores bate sucessivos recordes e o preço das ações vai para as alturas, são ideias para o investidor que comprou suas ações no momento de “mau humor” do mercado. Agora pode ser uma boa hora para vender seus papéis e embolsar parte do lucro obtido, enquanto você espera pela próxima oportunidade.

Uma coisa é certa: assim como as(os) namoradas(os) temperamentais, o mercado financeiro altera seu humor com uma frequência assustadora! Em ambos os casos, o segredo para uma relação bem-sucedida reside em agir de acordo com o momento, sempre com sangue frio e atenção ao que interessa: sua própria sanidade mental (e seu bolso).

Foto “Happy trader”, Shutterstock.

Samuel Magalhães
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários