Quando analisamos o perfil do investidor brasileiro (pessoa física), a grande maioria se encaixa na modalidade conservadora. Isto significa que são pessoas que buscam mais segurança em seus investimentos e estão menos dispostas à correrem riscos. Isso também explica o porquê da maioria utilizar a conhecida Poupança para guardar o seu dinheiro. Será que no atual cenário econômico é melhor investir na poupança ou nos títulos públicos, também conhecidos como Tesouro Direto?

Poupança pode gerar rendimentos negativos (prejuízo)?

Sim, e não. Explicando melhor, a poupança não gera rendimentos negativos, mas há um problema já instalado no Brasil, que está fazendo a poupança gerar prejuízos, e esse problema se chama inflação. Veja só: considerando o rendimento da poupança este ano em 7,7% e a inflação atual em torno de 8,5% ao ano, vemos que a poupança ficou para trás… Isso é prejuízo para quem tem dinheiro na Poupança.

Tesouro Direto realmente gera rendimentos positivos

Já os títulos públicos (Tesouro Direto) estão com rentabilidade anual que ultrapassam a inflação, gerando realmente uma rentabilidade positiva. Isso quer dizer que seu dinheiro estará protegido contra a inflação e ainda gerando uma renda extra para você.

Mas se os títulos públicos são tão bons neste cenário, por que tantas pessoas ainda continuam guardando dinheiro na Poupança? A resposta é simples: falta de conhecimento. Como a educação financeira no Brasil ainda é pouco difundida, a maioria das pessoas não conhecem o Tesouro Direto, ou até já ouviu falar, mas tem um montão de dúvidas a respeito (e medo também, por não conhecerem). O triste é que enquanto elas não resolvem suas dúvidas, vão perdendo seu suado dinheiro poupado, mês após mês.

Para ajudar aqueles que ainda têm dúvidas sobre o Tesouro Direto, o canal de finanças pessoais da empresa Empiricus, que se chama Criando Riqueza, preparou um Guia Especial sobre o Tesouro Direto, respondendo as 10 principais perguntas sobre este tipo de investimento.

Para acessar este Guia Especial, basta clicar aqui que você será direcionado para a página exclusiva que trata este tema em detalhes. Não deixe de aprender sobre o Tesouro Direto, e invista com segurança e rentabilidade.

Até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto “growth of his business”, Shutterstock.

Criando Riqueza
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários