Estamos quase fechando o ano de 2015. Ano complicado, bastante recessivo, e pra lá de desafiador. Você está acompanhando a expectativa da inflação para este ano? Ela já passa de 10%. É muito importante acompanhar este índice, principalmente se você tem investimentos de renda fixa ou pretende aplicar. Isso porque você precisa garantir que seus investimentos gerem lucros acima da inflação para ter um ganho real.

Não é por menos que tantas pessoas já deixaram a caderneta de poupança procurando melhores aplicações. Afinal, a poupança deve totalizar um rendimento acumulado em 2015 de cerca de 8%, o que significa prejuízo, perda de dinheiro, pois a inflação “engoliu” 2% da sua poupança.

Mas ainda persiste uma dúvida para muitas pessoas: onde devo aplicar então as minhas economias?

A melhor opção para quem estava acostumado com a poupança é o Tesouro Direto. Hoje estávamos verificando as rentabilidades de alguns títulos e realmente estão ótimos! A crise tem dessas coisas. Se por um lado os juros altos agridem quem está endividado, por outro, favorecem quem tem dinheiro para investir.

  • Tesouro Selic 2021: acompanha a taxa SELIC, rendendo 14,25% ao ano (venceu a inflação)
  • Tesouro Prefixado 2018: rentabilidade de 15,95% ao ano (venceu a inflação)
  • Tesouro IPCA+ 2019: rentabilidade de 7,39% + inflação ao ano (este foi feito para vencer a inflação mesmo)

Apenas estes três títulos já mostram que há boas maneiras de você defender o seu suado dinheiro da crise. Mas mostrar essas opções acima não são suficientes para muitas pessoas, porque elas ainda têm algumas dúvidas sobre o Tesouro Direto, e realmente há alguns detalhes que precisam ser compreendidos.

Pensando nisso, o Criando Riqueza, que é o canal de finanças pessoais da Empiricus, nossa parceira de conteúdo, criou um relatório respondendo as 10 perguntas mais frequentes que eles recebem sobre Tesouro Direto.

É provável que uma delas possa ser a sua também. Assim, para acessar este relatório, que é gratuito, clique aqui e você será direcionado para uma página exclusiva que o Criando Riqueza fez com estas respostas. Aliás, eles tem muito mais conteúdos gratuitos e relevantes para você!

Agora, mãos à obra! Você é o único responsável por fazer o seu dinheiro trabalhar para você!

Até a próxima!

Nota: Esta coluna é mantida pela Empiricus, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto: “investment doubt”, Shutterstock.

Criando Riqueza
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários