Caro leitor, agora que você já sabe que existem outras opções de investimento melhores que a poupança (tão seguras quanto e com uma rentabilidade muito maior), que tal discutirmos melhor exemplos para mostrar as vantagens destas aplicações.

Ah, se você ainda não leu meu artigo anterior, estou falando dos títulos públicos do Tesouro Direto e também das Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Agrário (LCA) – clique aqui para entender melhor!

Hoje eu pretendo mostrar algumas simulações para comprovar que sair da poupança pode fazer uma bela de uma diferença no seu patrimônio acumulado (principalmente no longo prazo). Acompanhe:

Onde investir para resgatar em um ano?

Se você pensa em um investimento para um ano, aplicando R$ 5 mil na poupança você terá um ganho próximo de R$ 350,00; se você optar por um CDB que pague 100% do CDI, terá um ganho de R$ 500,00. Bem melhor, não acha?

Agora, se você optar pela LCI que pague 99% do CDI no período, você terá um ganho de R$ 603,00, montante 73% maior que o visto na poupança, e descontado de todos os custos. Que tal? O resumo está na imagem abaixo:

Comparativo de rentabilidades - curto prazo

Onde investir para resgatar em três anos?

Bom, se você estiver pensando em um prazo um pouco maior, digamos de três anos para então adquirir um bem, vejamos o que acontece. Aplicar R$ 5 mil na poupança lhe dará um retorno próximo de R$ 1.125,00.

Se você optar pelo Tesouro Prefixado (LTN), ganhará um valor aproximado de R$ 1.850,00. Damos preferência para esse tipo de investimento para esse prazo porque garantir uma taxa fixa próxima de 13,5% a.a. é uma decisão bastante inteligente (em março de 2015, data de publicação deste texto, a Selic se encontra nos patamares de 12,75% e o CDI em 12,6%). Veja o resumo abaixo para 5 anos:

Comparativo de rentabilidades - médio prazo

Onde investir para resgatar em cinco anos ou mais?

Se você estiver pensando em longo prazo (cinco anos ou mais), dê preferência para um título que acompanhe a nossa inflação (IPCA), pois no longo prazo ela pode ser alta e muito difícil de estimar (e por conta disso pode corroer seus investimentos).

No Tesouro Direto, você encontra títulos com essas características! Estou falando do Tesouro IPCA+ (antiga NTN-B), que paga uma taxa fixa em torno de 6,5% mais a variação da inflação.

Se a inflação continuar nos patamares de hoje, aplicando nesse título você terá um ganho próximo de R$ 3.450,00 ao aplicar os mesmos R$ 5 mil durante cinco anos, sendo que na poupança o retorno seria somente 58% disso. Veja o resumo de R$ 5 mil aplicados por 5 anos:

Comparativo de rentabilidades - longo prazo

Conclusão

Viu como poupar é importante, mas decidir a melhor opção de investimento pode ser crucial para garantir poder de compra e aumento real de patrimônio? A caderneta de poupança hoje “empata” com a inflação, então é hora de buscar alternativas melhores.

Se você quiser conhecer um pouco mais sobre LCI e LCA, clique aqui para receber um material específico sobre isso preparado por nossa corretora. Para conhecer mais detalhes sobre Tesouro Direto, use este outro link (clique).

Ah, sim, se você tem alguma outra dúvida ou sugestão de comparativo de investimentos, mande um e-mail direto para mim em [email protected] – será um prazer te ajudar com isso! Um grande abraço e até a próxima.

Nota: Esta coluna é mantida pela Rico.com.vc, que contribui para que os leitores do Dinheirama possam ter acesso a conteúdo gratuito de qualidade.

Foto “Invest choice”, Shutterstock.

Caroline Guedes
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários