Confesso que gosto muito dessa época do ano. As famílias se reúnem, o clima é de união, descontração e esperança em relação ao futuro e parece que os problemas pessoais, familiares e do país ganham uma trégua dos que costumam reclamar mais do que agir. Enfim, a virada é quase sempre um momento de comemorações e alegria.

Você ainda se lembra das promessas que fez na virada de 2013 para 2014? Conseguiu cumprir todas elas? Algumas? Nenhuma? Chegou a hora de fazer a sua retrospectiva e de lançar as bases para construir o futuro. O que será de você e sua família em 2015? E da sua carreira? As finanças e a saúde serão finalmente prioridades?

Reflexões. A hora é de refletir sobre as decisões tomadas até aqui, sobre as transformações possíveis para o ano que chega e, principalmente, sobre a capacidade que possuímos de criar e aproveitar oportunidades.

Compartilho neste breve texto de hoje meus votos para você, caro e querido leitor, torcendo muito para que possamos manter essa convivência capaz de gerar tanto aprendizado e resultados.

Ano Novo: por um 2015 mais verdadeiro

Em 2015, espero que você:

  • Escute mais o próprio coração e menos a torcida pelo seu sucesso (ou fracasso). Carregar nos ombros esperanças e desejos dos outros diminui sua capacidade de sustentar os próprios anseios, o que gera desmotivação e uma perigosa sensação de injustiça social. Você deve manter boas relações com os demais, mas não deixe que isso se transforme em um fardo;
  • Alivie um pouco a tensão emocional em torno de decisões de consumo. Pare de achar que só quem tem o tênis de R$ 1.000,00 ou o celular de R$ 3.500,00 é digno de respeito na balada. Sendo mais direto, isso só mostra o quanto você se preocupa com as aparências e status em detrimento do próprio crescimento pessoal. Seja mais autêntico e pare de imitar (ou emular) tantas celebridades;
  • Seja mais educado com familiares, amigos e desconhecidos. Não custa nada dizer “Bom dia”, “Obrigado”, “Por favor” e “Desculpe-me”. Pelo contrário, ao sermos gentis crescemos na medida em que ganhamos o respeito e admiração das pessoas;
  • Defina objetivos pessoais e familiares que façam sentido e que possam ser alcançados. Sonhar é muito importante, mas para “chegar lá” é preciso que as metas de curto, médio e longo prazo sejam claras e façam sentido. Portanto, não faça nenhuma promessa na virada de ano. Em vez disso, escreva seus objetivos e tente deixá-los mais simples. Quer um exemplo? Troque “Emagrecer” por “Sair para caminhar 45 minutos hoje”;
  • Comece a investir algum dinheiro todo mês. Não importa quanto, invista! Se hoje são apenas R$ 30,00, o hábito já estará presente quando você puder investir R$ 300,00, R$ 3.000,00 ou mais;
  • Faça mais por si mesmo e pelos outros, mas de verdade! Pare de dar tanto ouvido para as fofocas em torno do seu nome, para os comentários que envolvem sua personalidade e para as expectativas que os demais fazem questão de “colocar na sua mochila” a cada encontro. Dê mais atenção para o que você realmente gosta e aproveite seus talentos para beneficiar sua comunidade;
  • Pare de pensar em sua vida como um livro já escrito. É fácil colocar a culpa no destino quando não se tem iniciativa, dedicação e disciplina. Muitas coisas podem mudar o rumo de sua vida, mas não acredito em pessoas que se escondem na história de que “nasceram com destino de fracasso pré-estabelecido”. O destino é uma mistura de escolhas, acontecimentos e consequências. Se você gosta de pensar na vida como um script, troque a caneta pelo lápis. Assim você sempre poderá usar borracha (e fará muito isso se for inteligente).

Torço, sinceramente, para que estas breves palavras convidem você e seus entes queridos a uma simples, porém profunda reflexão: você está sendo fiel ao seu plano de vida ou anda sendo o escudo de outras pessoas na caminhada destas rumo aos seus sonhos?

Que em 2015 você se comprometa a ser uma pessoa melhor e mais rica. Mas não falo de se encher de coisas ou dinheiro na conta; falo de uma pessoa fiel aos próprios valores, ciente de sua postura cidadã, feliz por opção e mais positiva: uma pessoa melhor e mais rica por opção.

Desejo a você e sua família um excelente 2015! Obrigado pela companhia e até o ano que vem.

Foto “Girl jumping 2015”, Shutterstock.

Conrado Navarro
Aviso: Os textos assinados e publicados no Dinheirama.com não representam necessariamente a opinião editorial do Blog. Asseguramos a qualquer pessoa, empresa ou associação que se sentir atacada o direito de utilizar o mesmo espaço para sua defesa. Também ressaltamos que toda e qualquer informação ou análise contida neste blog não se constitui em solicitação ou oferta de seu autores para compra ou venda de quaisquer títulos ou ativos financeiros, para realização de operações nos mercados de valores mobiliários, ou para a aplicação em quaisquer outros instrumentos e produtos financeiros. Através das informações, dos materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog, os autores não estão prestando recomendações quanto à sua rentabilidade, liquidez, adequação ou risco. As informações, os materiais técnicos e demais conteúdos existentes neste blog têm propósito exclusivamente informativo, não consistindo em recomendações financeiras, legais, fiscais, contábeis ou de qualquer outra natureza.

Comentários